quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Lóbi islamo-esquerdista CENSURA Milo Yiannopoulos


Milo Yiannopoulos foi CENSURADO. Um de muitos. A esquerda de hoje * é um misto de KGB e polícia islâmica da Virtude e do Vício.
 * - veja nota no final deste post, sff.

Os jornalistas de todo o Mundo previam a vitória folgada de Donald Trump a 8 de Novembro. Apesar da fraude eleitoral em massa, Trump ganhou. E a Imprensa "séria", "institucional", "moderada", blablabla, levou o seu golpe de misericórdia
Afinal, os Todo-Poderosos jornalistas do sistema, MENTIRAM. Afinal, o que se dizia na Internet, nos media alternativos, como o BREITBART ou o TRUTH REVOLT (ou até aqui no microscópico Amigo de Israel), era a pura verdade.

A 8 de Novembro de 2016 começou a contagem decrescente para o fim dos media convencionais, alinhados à esquerda e escravizados à agenda islamista/comunista.

Nos países islâmicos e comunistas a Internet é assim (quando é sequer permitida). É isso que eles estão a tentar instaurar no Mundo Livre.

Mas eles não se irão sem dar luta. E estão a mostrar a sua verdadeira face. Como os comunistas e os islamistas seus patronos, eles estão a calar as vozes contrárias. Não as calam fisicamente (por enquanto e porque não podem, não duvidem que se eles pudessem o fariam). 


Papel higiénico caríssimo.
Não podem entrar  em nossas casas para nos obrigarem a consumir o lixo pseudo informativo televisual da Al-SIC ou da Al-BBC, não podem entrar nos nossos carros para nos obrigarem a consumir a propaganda islamista/esquerdista das Al-Antenas 1, 2 e 3. Não podem obrigar-nos a desembolsar o nosso dinheiro arduamente ganho para comprar papel higiénico do quilate do Al-Público. Mas podem tentar calar quem os desmascara na Internet.

O Facebook, o Twitter, o YouTube, os media institucionais, estão em modo de caça à Liberdade de Expressão, e as vozes dissonantes estão a ser silenciadas, uma a uma.

Milo Yiannopoulos, colaborador do BREITBART foi uma das primeiras vítimas.O Twitter baniu-o vitaliciamente.
Porque Milo Yiannopoulos tem o dom de mostrar, em duas penadas, a colossal ESTUPIDEZ que constitui o ideário esquerdista dos nossos dias:



Na opinião da esquerda dos nossos dias (salvas as raríssimas excepções), Milo Yiannopoulos, por ser gay, deveria ser de esquerda (e só falamos na sua orientação sexual porque ele o fez e porque neste caso é relevante).


Porque é de prever que em breve Milo Yiannopoulos seja censurado também no YouTube, não deixe de assistir aos vídeos e de procurar mais. Entre outros generosos tradutores (que, como nós, são cidadãos trabalhadores, e não malta paga pelos islamistas), chamamos a atenção para os vídeos dos Tradutores de Direita e da Embaixada da Resistência.

 

As grandes verdades começam por ser grandes heresias. Milo previu a sua censura:

O programa de substituição populacional, a islamização do Mundo Livre, o despontar do Comunismo sobre o caos assim instalado - a Nova Ordem Mundial, em suma -  têm em pessoas como Milo Yiannopoulos corajosos opositores.
O alarme entre as hostes islamo-esquerdistas é notório. É de esperar que continuem a calar vozes dissonantes, como é próprio de ambas as ideologias (Nazismo incluído, que é uma forma de Comunismo e  desde sempre aliado do Islão).
Podemos não querer admitir, mas estamos em guerra. Depende de nós todos, defendermos a Liberdade e a Democracia, com as armas da legalidade. 
Divulgue a Verdade. Resista à lavagem cerebral mediática e à censura da Internet. RESISTA. Com a integridade, a inteligência e o brilho de Milo Yiannopoulos.
 
O ISLÃO É INCOMPATíVEL COM A DEMOCRACIA - eis a verdade que Milo afirma e comprova e que a esquerda não quer engolir:


* NOTA - Não metemos no mesmo saco todas as pessoas de esquerda. Há excepções. Mas são poucas, infelizmente. Este que vos escreve já teve as suas simpatias mais à esquerda, por lhe parecer, como a tantos outros, que a generosidade e a solidariedade moravam lá. Moravam... sobretudo nas palavras.
O nosso blogue amigo LEI ISLÂMICA EM AÇÃO, que é por sinal dos que mais recomendamos, senão o que mais recomendamos, é de esquerda. Uma louvável excepção.
Como excepção é a personalidade de que hoje vos falamos: um homem gay a quem, felizmente, o lóbi do politicamente correcto não conseguiu roubar a alegria de viver, transformando-o num paranóico com a mania da perseguição homofóbica.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.