sábado, 26 de novembro de 2016

Jihad Florestal varre Israel

O uso do fogo posto pelos islamistas não é novo. Os apelos do ISIS/Estado Islâmico são constantes, como já abordámos por exemplo neste post:

Jihad Florestal já chegou a Portugal?

O grupo terrorista de ideologia islâmica e nazi Hamas, já reivindicou a autoria dos incêndios que estão a lavrar em Israel, para alegria dos muçulmanos:

Israel arde, Muçulmanos celebram



"Fogo posto é Terrorismo", diz Netanyahu; Árabes presos por incêndios florestais
"Todo os casos de fogo posto ou incitamento a tais actos, são terrorismo, e vamos tratá-los como tal. Qualquer um que tentar incendiar partes do Estado de Israel será severamente punido", afirmou Netanyahu.

"É provável que haja um motivo nacionalista em alguns dos casos de incêndio criminoso", disse o comissário de Polícia de Israel, Roni Alsheich, em entrevista colectiva na quinta-feira à tarde, enquanto os incêndios continuavam a lavrar intensamente na região de Haifa.
A polícia fez várias detenções de árabes "movidos por razões nacionalistas" suspeitos de provocar incêndios em toda Terra de Israel.

 
Fogo na cidade histórica de Zichron Yaakov


"Temos uma equipa especial de investigação integrada que está a monitorizar tudo o que está a acontecer em todo o país. Não quero entrar em perguntas sobre onde [suspeitamos que] foi  fogo posto e onde não", disse Alsheich.

Pelo menos 60.000 residentes de Haifa foram evacuados de suas casas, e aproximadamente 100 pessoas foram tratadas devido à inalação da fumo. Não houve fatalidades.

"Se for [confirmado] como fogo posto, pode ter tido motivações nacionalistas. Certamente não é apenas piromania. Houve detenções", afirmou.

"Eu sei que eles tentaram incendiar as instalações dos bombeiros em Haifa deliberadamente para fazer com que o corpo de bombeiros ficasse paralisado", declarou um bombeiro sénior.
 
 

Fogo em Haifa


"alguém a quem esta terra não pertence" teria provocado os incêndios, disse o ministro da Educação, Naftali Bennett, chefe do partido da Casa Judaica, na noite de quarta-feira.

O tempo excepcionalmente seco e ventoso tornou especialmente difícil a contenção dos incêndios. A situação é a mais grave desde os mortíferos incêndios florestais de 2010 na área de Haifa.

"Todo o incêndio provocado por fogo posto ou incitação a fogo posto, é terrorismo, para todos os efeitos, e vamos trazer os autores à Justiça", disse o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu em conferência de imprensa na quarta-feira.

"Já está bastante claro que alguns dos incêndios são o resultado de acção criminosa. Como disse o primeiro-ministro, este é o terrorismo dos incendiários"
, acrescentou o ministro do Interior, Gilad Erdan, que confirmou que foram feitas várias prisões (...)

A situação também é grave em outras áreas do país, particularmente em Modi'in, nos arredores de Jerusalém e em cidades na Judeia e Samaria.

Vários países - incluindo Grécia, Turquia, Chipre e Rússia - responderam ao apelo do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, para que enviassem aviões contra incêndios. Os reservistas das Forças de Defesa de Israel foram convocados para auxiliar os bombeiros.
Por: Terri Nir, Unidos Com Israel (versão em Espanhol deste site AQUI).


A ideologia dos incendiários.

A si, que é amigo do Bem, pedimos-lhe que ore por Israel. Aos responsáveis israelitas, nós, que não somos judeus nem israelitas, pedimos a que façam como estão a fazer o Primeiro-Ministro da Austrália e como vai fazer o Presidnete eleito dos Estados Unidos:
MANDEM OS INVASORES ISLAMISTAS PARA AS TERRAS DELES!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.