segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Especialistas em Saúde Mental culpam os media pela histeria anti-Trump

Escrevemos aqui ontem que as manifestações de loucura e ódio por parte dos apoiantes de Hillary Clinto e Obama, longe de nos darem vontade de rir (apesar de caricatas) nos causam pena. 
No final deste post republicamos duas compilações das reacções dos opositores de Trump, vítimas de uma campanha mediática sem escrúpulos, que durou de 2 anos, e os convenceu, por exemplo, de que Trump vai encerrar os gays em campos de concentração.



ESPECIALISTA EM STRESS RESPONSABILIZA OS MEDIA PELA LOUCURA ESQUERDISTA PÓS-TRUMP 

O Dr. Pete Sulack, especialista em stress e fundador da StressRX.com, disse à Breitbart News na sexta-feira que a Imprensa tem uma parte da culpa pela profunda angústia sentida por alguns partidários de Hillary Clinton, e pela agitação pública, após os resultados das eleições de terça-feira. 
"Os media são parcialmente culpados por alimentarem activamente os temores de algum tipo de regime nazi sob uma presidência Trump", disse Sulack, via e-mail. 
"Os meios de comunicação de massas sempre se debateram com esse equilíbrio entre o relato justo, o preconceito pessoal e a pressão dos executivos para manterem as coisas ‘quentes’".  
Sulack observou que as pessoas estão a responder negativamente às imagens anti-Trump na televisão e nas redes sociais. 
"Quando lemos, podemos discutir racionalmente as questões (…). Quando vemos imagens, no entanto, é uma parte diferente do nosso cérebro que está envolvida".  
"Essa parte é o cérebro límbico, uma parte também activada em situações stressantes, porque é a chave para a sobrevivência. É a mais primitiva e menos evoluída parte de nós. Age sobre a emoção, é irracional, infantil, e medrosa. Pode ser rude, e às vezes mesmo cruel" - disse. 
Sulack observa que muitos eleitores também estão aborrecidos porque se sentem "desesperançados e impotentes". Para lidar com o stress, ele recomenda evitar o álcool e a cafeína, e, em vez disso comer chocolate escuro, nozes ou manteigas de nozes, couves e outros vegetais verdes. 
O especialista em saúde mental adolescente Jamison Monroe, fundador e CEO Newport Academy, diz que, embora os media estejam a alimentar parte da ansiedade, boa parte dela vem de informações compartilhadas por colegas através de redes sociais. 
"Os media influenciam muito os pensamentos e opiniões das pessoas. No entanto, os adolescentes são muito influenciados pelos seus grupos de pares, de modo que a leitura das opiniões políticas dos seus pares nas redes sociais tem muita influência, pois é aí que a maioria dos jovens recebe as suas notícias", disse ele à Breitbart News. 
Ele explicou que os sentimentos de stress não foram apenas desencadeados pelo resultado das eleições, mas por toda a campanha. "Sentimentos de angústia são agora libertados, devido ao efeito bola de neve das emoções durante toda a eleição", disse ele. 
Para os aflitos, Monroe recomendou meditar, e evitar completamente os meios de comunicação social. 
"Muitas pessoas postam os seus pensamentos sobre as eleições nas redes sociais, e os temas eleitorais actualmente compõem actualmente a maioria das notícias das pessoas", disse ele.

- Por Joel B. Pollak da Breitbart News


LOUCURA COLECTIVA

Veja por exemplo os nossos posts recentes:
Mãe expulsa menino de 7 anos de casa por este apoiar Trump

Isto é o que acontece a quem vota Trump!

Revolucionários Hilários pedem "MORTES"

Há muitas compilações nos sites de vídeos. Escolhemos estas duas, pela sua variedade. Estas pessoas foram enganadas pelos media e estão genuinamente em sofrimento. Os media têm um poder desproporcionado, em relação à falta de ética e cupidez que manifestam. Isso tem que mudar, para bem de todos, para bem da saúde mental das populações:
Nota de 20 de Novembro de 2016: a CENSURA do YouTube removeu o vídeo que tínhamos aqui em baixo. Mostrava - entre outras coisas- um apoiante de Hillary a correr no meio de uma estrada e a pedir aos automobilistas para o matarem. Em seu lugar, fica uma lista com 200 (DUZENTOS) vídeos de reacções à eleição de Trump. Muitos serão também CENSURADOS, obviamente.


l

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.