sexta-feira, 1 de julho de 2016

VÍDEO: terrorista 'palestino' esfaqueia israelitas no mercado de Netanya

Leia sff o nosso comentário, a seguir ao vídeo.


Dois israelitas foram esfaqueados num ataque terrorista perto do mercado central de Netanya na quinta-feira noite. As câmaras de segurança registaram o ataque.

Este foi o segundo ataque terrorista do dia. Uma vítima, um israelita ultra-ortodoxo de aproximadamente 30 anos, está a receber tratamento médico. A outra vítima, uma mulher de cerca de 62 anos, tem ferimentos leves.

O terrorista foi abatido - o que provocará as habituais reacções de indignação e a classificação de "execução arbitrária". Porque abater terroristas islâmicos que estão a esfaquear, a atropelar ou a alvejar judeus, é uma ofensa! A Polícia deve deixá-los matar inocentes, até se cansarem!


Este ataque ocorreu simultaneamente com o funeral do Hallel Ariel, uma menina israelita de 13 anos de idade, assassinada à facada na quinta-feira por um terrorista 'palestino' que invadiu sua casa em Kiryat Arba, perto de Hebron:

VÍTIMAS DE 1ª, 2ª e 3ª CLASSE


A UEFA, que proibiu minuto de silêncio pelas vítimas do massacre na discoteca em Orlando, autorizou o minuto de aplauso pelas vítimas do massacre do aeroporto de Istambul. Algumas vítimas valem mais que outras...

Hoje resolvermos fazer três posts sobre a INTIFACADA, a "Intifada das Facas" em Israel. Se fôssemos fazer um blog apenas para vos darmos conta das ocorrências desta "intifada", não conseguiríamos  cobrir todas as notícias. A Polícia israelita desmonta ataques 24 horas por dia, como a Polícia francesa e belga fazem agora, especialmente durante o EURO 2016.
Se quiséssemos dar-vos conta dos ataques terroristas islâmicos que ocorrem diariamente, teríamos que criar um super site como A Religião da Paz, que compila as notícias de todo o Mundo para dar uma ideia aproximada da matança islâmica.
Nos cinco continentes, todos os dias, inocentes são assassinados em nome do Islão. Os horrores são tantos que não conseguimos sequer escolher.
Há quem tente (veja lista de sites no final deste post).
Uma menina de 13 anos  assassinada na sua cama é uma vítima.
Quem a mata à facada é um terrorista.

Só mentalidades pseudo-sofisticadas não percebem a diferença!


Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo! -  Isaías 5:20

A Imprensa, os profissionais da Informação (e não nós, simples "civis", que roubamos ao nosso descanso para fazer o trabalho para o qual eles são pagos) está a falhar DELIBERADAMENTE na cobertura do jihad islâmica global:
- Quando os ataques matam muita gente (como esta semana no aeroporto de Istambul), a Imprensa faz uma cobertura falsamente ingénua, não se atrevendo a mencionar sequer a palavra Islão - a verdadeira  causa do terrorismo!

 Muçulmanos chacinando cristãos no Paquistão.
O horror é inimaginável.

 
"Pelo menos 100.000 cristãos são mortos a cada ano por causa de sua fé, o que equivale a 273 por dia, ou 11 a cada hora."
"Sem contar com os que estão a ser torturados, presos, exilados, ameaçados, excluídos, atacados e discriminados, numa escala generalizada."

11 cristãos assassinados por hora

 

- Quando são cristãos do Médio Oriente, do Paquistão ou de África, que são assassinados a um ritmo de 11 a cada hora - um verdadeiro HOLOCAUSTO a que ninguém liga! - a Imprensa omite, ou mascara os factos com palavras vagas como "confrontos entre facções rivais". A prioridade da agenda mediática é a invasão islâmica do Mundo Livre:

Os "refugiados" e o Holocausto dos Cristãos

Lá, corta cabeças de "infiéis"; cá, é um pobre "refugiado"! 
A Imprensa ama  esta gente!

- Quando são judeus assassinados pelos mesmos islamistas, a Imprensa consegue ainda transformar os terroristas em vítimas e a matança islâmica em bandeira anti-Israel (veja sff a INTIFACADA, que exemplos não faltam).


Alguns sites que vão fazendo a compilação possível do terror islâmico, ideologia genocida e bárbara, que não muda desde há 1400 anos, e que já matou mais de 270 milhões de inocentes (recorde absoluto):

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.