segunda-feira, 18 de julho de 2016

Portugal: Racistas querem abolir a Polícia (entre outras coisas)




João Delgado, Kitty Furtado, Mamadou Ba e Sadiq S. Habbib exigem, entre outras coisas a "abolição total da PSP e da GNR e sua substituição por mecanismos de garantia da segurança colectiva, baseados nas comunidades".
em O OVO DA SERPENTE:

Movimento negro quer abolir a PSP e a GNR


O grupo de racistas subscritores do texto, intitulado "Da celebração ao Combate", termina com uma promessa que sugere terrorismo: "Estamos aqui para todos os combates que for necessário travar (...) usando todos os meios ao nosso alcance. Ainda não conquistámos nada".

  Lembramos, a propósito, o:

"Nzingalis"

- Mais uma vez, a extrema-esquerda e o Islão, unidos para destruir a nossa Civilização. Ou o movimento racista-islamista 'Black Lives Matter' (as vidas de pessoas de outras cores não interessam) a alastrar ao resto do Mundo!

- Caso não saiba, nos Estados Unidos, estão a ser abatidos polícias brancos e negros todos os dias. Por muçulmanos negros racistas. Todos os dias. Com o endosso do terrorista islâmico Barack Hussein Obama. E da organização terrorista islâmica CAIR, financiadora do Hamas, que o Obama permite que seja legal!



A poucos meses do final do mandato, o terrorista islâmico OBAMA acelera a destruição do Mundo Livre.

A propósito também, e via LURA DO GRILO:

Desastre Obama

  • Caos no Iraque e tragédia na Líbia e Síria.
  • Perda de um dos importantes aliados: o Egipto.
  • Uma catástrofe de imigração para a Europa.
  • Ocultação da colaboração da Arábia Saudita com o terrorismo.
  • Uma ditadura a ganhar fôlego na Turquia que, manobrada por um louco, sonha reconstituir o império Otomano.
  • Perda eventual da Turquia como aliado.
  • Excitação de ódios raciais nos EUA.
  • Uma economia americana periclitante quando podia singrar graças a energia barata.
  • Um acordo com o Irão que liberta o último de todas as amarras que o impediam de desenvolver a arma nuclear.
  • Colaboração com o extremismo islâmico.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.