quinta-feira, 7 de julho de 2016

FACTOS: Israelitas são apenas 2% da população do Médio Oriente


"Eu gosto de Israel" - uma declaração que só por si pode custar a integridade física, a liberdade ou a vida de quem a profere. É considerado legítimo gostar de qualquer outro país do Mundo.

No dia a dia, especialmente na Internet, ouvimos e lemos muitos absurdos sobre Israel, a obsessão preferida do Mundo. Que é um Estado "imperialista", "expansionista", que "mata milhares de civis inocentes todos os dias", etc., etc., etc.. Quem profere tais absurdos não costuma ser capaz de apontar Israel num mapa, e desconhece TUDO sobre o país e o povo que escolheu odiar.

Forças poderosas que vivem no Inconsciente Colectivo, simplesmente não conseguem aceitar que:
- exista um Estado Judaico (apesar de haver dezenas de Estados muçulmanos e alguns de outras religiões tradicionais);
- os judeus, que são 0,17% da população mundial, vivam no que resta da sua terra histórica, e que perfaz apenas 0,5% do Médio Oriente e 0,02% do mundo muçulmano:
- os judeus existam, de todo.

A própria guerra que os muçulmanos continuam a mover aos judeus, desde há 1,400 anos, encerra dados curiosos. Por exemplo:

12 milhões de muçulmanos foram mortos por outros muçulmanos desde 1948. O número de pessoas mortas durante o conflito árabe-israelita é 0,3 % desse total.

No entanto, a percepção  popular sobre o Médio Oriente é de que Israel é o "responsável" pelo cenário vulcânico desta que é a região mais tumultuosa do globo!



O tamanho de Israel (a encarnado) e o dos seus vizinhos islâmicos. É RIDÍCULO acusar-se de "expansionismo" um Estado que deu 88% da sua terra histórica aos muçulmanos, apenas na tola ilusão da paz!


Já fomos "acusados" de "termos a mania dos FACTOS".
Realmente, é uma desonestidade debater com base em FACTOS. Deve-se debater é com base em PRECONCEITOS, teorias da conspiração dos lagartos espaciais "Zionistas" e declarações dos países islamistas e comunistas na ONU!

Mas como somos incorrigíveis, aqui vão mais alguns FACTOS:

 
FACTO: Os israelitas perfazem 2% da população do Médio Oriente
A diversificada população de Israel é metade da de Nova Iorque, e perfaz apenas 2% (dois por cento) dos habitantes do Médio Oriente.



Aqui estão alguns fatos sobre a população israelitaque é de 8,522,000 pessoas.
A população judaica é de 6.377.000 milhões - 75 por cento de toda a população.
Os cidadãos árabes de Israel constituem 20,8 por cento da população total, que somam aproximadamente 1.771.000.
Os cristãos não-árabes e outros grupos religiosos constituem 4,4 por cento da população.

Israel é um enclave de democracia e liberdade num vasto continente de brutais tiranias medievais. Por isso também, é tão odiado - pelos muçulmanos, pela extrema-esquerda e pelos neo-nazis.

Apesar do facto de que os israelitas constituem apenas 2% da população do Médio Oriente:
- Israel tem a maior proporção de títulos universitários e doutoramentos, per capita, no mundo.
- Israel tem a maior concentração de engenheiros do mundo, e a maior percentagem de  cientistas e técnicos per capita entre todos os países desenvolvidos.
- Israel produz mais artigos científicos per capita que qualquer outra nação no mundo - por uma larga margem.
- Israel tem o maior número de médicos per capita do mundo.
- Os Cristãos em Israel desfrutam de segurança e liberdade e prosperaram nas últimas décadas, ao contrário de todas as outras áreas do Médio Oriente.
- As Mulheres em Israel - em oposição ao resto do Médio Oriente - gozam de direitos políticos plenos. 

Por: UNITED WITH ISRAEL

"Happy" em Jerusalém (em redor, no mundo muçulmano, é-se executado por menos:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.