quinta-feira, 28 de julho de 2016

Terroristas NÃO são vítimas!

Os jornalistas, ainda que geralmente não passem de meninos privilegiados e ignorantes, como este, são os herdeiros ideológicos da elite extrema-esquerdista que durante décadas tem dominado os meios de comunicação, a Cultura e as Universidades, endeusando os regimes comunistas e islamistas, e dando força a bandos terroristas de ambas as ideologias, atribuindo-lhes uma aura romântica, de "heróis" que lutam contra o "Ocidente corrupto e decadente".
Ontem glorificavam as Brigadas Vermelhas, o Baader-Meinhof, a ETA e os grupos terroristas islâmicos; hoje, que os bandos terroristas comunistas europeus estão praticamente extintos, depositam todas as suas esperanças no  Hamas, no Hezbollah, e até no ISIS. Vale TUDO, para destruir a Liberdade, a Democracia, a Civilização Judaico-Cristã.

Familiares do rabino Michael Mark durante o funeral.

Na nossa secção INTIFACADA divulgamos alguns dos ataques dos terroristas em Israel. Só um ou outro, que não podemos aspirar a abordar todos. Somos apenas um blogue e não um jornal ou uma agência de notícias.
Os jornalistas profissionais não falam dos judeus chacinados pelos mesmo terroristas que atacam na Europa. Quando falam, é para condenar as vítimas e beatificar os terroristas.
Por acaso, falámos do assassinato do rabino Michael Mark:

Israel: assassinado em frente dos 10 filhos

Ora o IDF (as Forças de Defesa de Israel), tem estado no encalço dos terroristas. E Mohamed al Fakih, o terrorista que assassinou Miki Mark foi finalmente descoberto. O terrorista resistiu à voz de prisão e estalou um tiroteio quando Fakih, juntamente com toda uma célula armada de terroristas, abriu fogo contra o IDF. Fakih tinha transformado a sua casa numa base de terroristas armados.

Os soldados responderam, e, depois de um
longo tiroteio, Fakih morreu - no tiroteio que ele mesmo começou.
E como é que a Imprensa noticiou esta ocorrência?
A BBC noticiou assim:
A BBC afirma que as forças armadas de Israel mataram a tiro um suspeito de ter morto um rabino. Escondido lá para o final do artigo, a BBC diz que o "suspeito" abriu fogo. Mas diz à condição, porque afinal de contas é apenas "o que o relatório do IDF diz". E entre o que o IDF e os terroristas do Hamas ou do ISIS, já se sabe de quem a BBC gosta e em quem acredita.


O Daily Mail e o International Business Times também dão a impressão de que o IDF chegou ao pé do terrorista e lhe deu um tiro, pois omitem que Fakih e a sua célula abriram fogo contra o IDF:  





O título original do Daily Mail dizia que o IDF tinha agido em "vingança" pelo assassinato do rabino:



Israel é uma democracia e um Estado de Direito, que não se "vinga" de ninguém. Termos como "vingança" fazem parte do léxico dos terroristas do Hamas , do Boko-Haram, do Hezbollah, da Al-Qaeda ou do ISIS.
O IDF e a Polícia de Israel procuram capturar os terroristas e levá-los a Tribunal.

O Exército Mais Moral na História da Guerra

O Daily Mail mudou a sua manchete, mas o Minnesota Daily News e o Wyoming Daily News não só não corrigiram, como reforçaram a ideia (errada e ofensiva) de que o IDF procedeu a uma espécie de execução extra-judicial:
A Agence France Press, outra associação extrema-esquerdista de profissionais da desinformação, também se "esqueceu" de que se tratava de um terrorista e de que este abriu fogo contra as tropas:


A BFM conseguiu ir ainda um bocadinho mais longe, e passou a ideia de que o IDF abateu aleatoriamente um homem desarmado:

O





 PARA REFLECTIR:
Os dois terroristas que atacaram anteontem uma igreja em França, foram abatidos. Quando em Israel a Polícia abate os mesmíssimos terroristas - que também matam em templos, como aquando do ataque a uma sinagoga em Jerusalém - os jornalistas noticiam que "a Polícia de Israel abateu dois árabes".

- Se se interessa pela Verdade e repudia as mentiras da Imprensa,  visite o HONEST REPORTING Brasil.

É que as vidas humana valem todas o mesmo, seja na Europa, seja em Israel, seja no Paquistão, seja nos Estados Unidos.

P.S. - Se não sabe porque é que a generalidade dos jornalistas odeiam Israel, leia sff:

Porque é que a Esquerda odeia Israel

Porque é que a Esquerda Odeia Israel - BREIBART

MRPP apoia o Massacre de Paris (estes nem disfarçam)!

"Um Vestido Novo Para Um Ódio Antigo" - Pilar Rahola

2 comentários:

  1. Amigo
    Ando tão cansado desta insanidade ocidental (politicamente-correto) que temo estar a ficar deprimido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Bem triunfará. Se fizermos cada um de nós todos, partidários do Bem, a nossa parte. Deus trata do resto.

      Abç..

      Eliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.