sexta-feira, 1 de julho de 2016

Israel: assassinado em frente dos 10 filhos




Família alvejada enquanto circulava na estrada 60.

Um israelita foi assassinado em frente dos seus 10 filhos, e três outros ficaram feridos num ataque a tiro por um terrorista palestino perto de Hebron.

Um israelita foi morto e três outros ficaram feridos num ataque a tiro, em Adorayim, a sul de Hebron, na Judeia.

A vítima fatal foi identificada como Michael "Micki" Marc, de 40 anos, da cidade vizinha de Otniel, que viajava no seu carro com sua família, quando foi alvejado.


A sua esposa Chavi ficou gravemente ferida no ataque, e foi evacuada para o hospital Hadassah Ein Kerem de Jerusalém, com múltiplos ferimentos de bala na parte superior do corpo.

Dois outros membros da família também foram feridos no ataque. Paramédicos dizem que, além da mãe da família, trataram uma menina de 13 anos de idade, em estado entre moderado e grave, que sofreu ferimentos de bala na parte superior do corpo, e um menino de 15 anos de idade, que ficou levemente ferido, presumivelmente do acidente.

De acordo com relatos iniciais, um carro da marca "Kia" ultrapassou a família, e os ocupantes abriram fogo, atingindo ambos os pais e causando o despiste.

Pelo menos 20 tiros foram disparados contra o carro, dizem os investigadores.

Via UNITED WITH ISRAEL

Este é mais um capítulo da INTIFACADA (clique na palavra realçada a laranja para visitar a nossa secção dedicada ao tema), uma investida racista terrorista ordenada pela chamada "Autoridade Palestina" de Mammoud Abbas.
Os comentários que temos a fazer são os mesmos do post anterior:

Intifacada - terrorista executa menina israelita de 13 anos

Os media, como de costume, nem vão falar de mais este acto hediondo. E vão continuar a dizer que são os nativos judeus que matam os invasores árabes. A opinião pública continuará a abençoar os terroristas e a odiar as vítimas.

Na nossa opinião, e nem sendo nós judeus, entendemos que os israelitas e os judeus não devem resignar-se a serem os cidadãos de segunda classe do planeta. 

Qualquer outro país do mundo tomaria medidas adequadas para capturar, prender e expulsar os invasores e terroristas islâmicos (ainda agora o Reino Unido começou a preparar o caminho para expulsar os seus invasores islamistas). 

Israel deve CORTAR O MAL PELA RAIZ! ACORDA, ISRAEL! 



Ao 26º dia de Ramadão, a Religião da Paz cometeu 197 ataques terroristas, matando 1396 inocentes em diversos países, incluindo Israel.
No mesmo período, neste século e neste milénio, nenhuma outra religião matou ninguém:


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.