quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Mohamed e a Bomba - a Bomba final

Capítulos anteriores desta novela de mau gosto:

Mohamed e a Bomba - 1

Mohamed e a Bomba - 2

Mohamed e a Bomba - 3

Vão à Meca: O "Rapaz mais famoso do Planeta" e a família arranjaram um buraquinho na sua intensa agenda mediática para passarem pela ONU antes de rumarem a Meca. Quanta generosidade!!!

GUARDÁMOS A "BOMBA" PARA O FIM!


A versão oficial e politicamente correcta - a "narrativa", como se diz agora - é que o menino Ahmed Mohamed, de 14 anos, é um génio muçulmano (passe a redundância, pois é sabido que os muçulmanos inventaram TUDO!) que construiu um relógio sozinho. E que o famigerado "Homem Branco", opressor, racista, islamofóbico, gorduroso, comedor de mohamedes ao pequeno-almoço, o mandou para os calaboiços, por se sentir ultrajado com semelhante inteligência.


A verdade nua e crua é que o rapazote levou para a escola um rádio comprado numa loja, metido numa mala, e causou deliberadamente um alarme de bomba.   Qualquer pessoa (mesmo um seboso e repugnante "homem branco") consegue montar uma porcaria daquelas em 20 segundos:

 


A Casa Branca já puxou as orelhas à Escola. Esperemos que os professores não vão para o Gulag por terem defendido as vidas dos alunos "infiéis"!

Todos temos visto, ao longo dos anos, sempre que entram atiradores em escolas lá nos Estados Unidos, os professores a defenderem os alunos, dando a própria vida por eles sempre que necessário, mas estes não levaram em conta que, sendo o potencial assassino um muçulmano, era obrigação cívica deixá-lo matar toda a gente.

O "génio" Ahmed Mohamed declara formalmente que construiu o relógio com peças que tinha lá por casa.

O relógio "inventado" pelo Mohamed consta do catálogo da Radioshack, com a referência 63-756 c. 1986.

Mas guardámos o "melhor" para o fim. Segure-se, que vem aí a bomba:

OBAMA EMITIU O SEU FAMOSO TWEET A FELICITAR O JOVEM MOHAMED ANTES DE A FOTO TER SIDO DIVULGADA:


OU SEJA: O TERRORISTA DA CASA BRANCA SABIA DE ANTEMÃO DE TODA ESTA TRAMA!


A Polícia e o Presidente do Município confirmam-no! Como confirmam a postura passivo-agressiva do jovem, que recusou esclarecer as autoridades sobre se se tratava de uma bomba real.

Os pais continuam a recusar qualquer encontro com as autoridades, preferindo lançar a matilha de advogados pró-islâmicos sobre a Escola. Ao mesmo tempo, exploram, juntamente com associações pró-terroristas islâmicas como o C.A.I.R., a propaganda da "islamofobia" - a família vive disso, aliás. Como a família Tamimi, em Israel.


UM PEQUENO EXERCÍCIO

Todos os cidadãos são iguais perante a Lei. Mas os cidadãos não muçulmanos são um bocadinho bastante menos iguais.

Imaginemos que George W. Bush era o presidente, que um jovem adepto do Ku Kux Klan causava um alarme de bomba na escola, e que se descobria que o presidente estava em conluio com ele. Imagina o que seria? Pois é.


UM PRÍNCIPE EM NOVA IORQUE





O Município de Nova Iorque protagonizou um episódio digno de "Os Simpson". A cidade mais famosa do planeta declarou o "Dia de Mohamed" e estendeu a passadeira vermelha ao jovem agente provocador e à sua família fundamentalista islâmica.
 



Ainda ninguém falou numa estátua, mas deve estar para breve...

E prossegue a procissão para o beija-mão ao Mohamed. A ONU, a NASA, o Facebook, o Google, a Microsoft, os programas de TV mais populares, tudo se encavalita para adular esta família de extremistas:


MENSAGEM AOS JOVENS
Caros jovens,
A vida é dura. Estudar, trabalhar, cumprir regras, ser responsável, tudo isso é muuuuiiiiito cansativo. Podeis ter uma vida muito mais confortável se construirdes uma falsa bomba-relógio.  
A fama e a fortuna aguardam-vos!
Avante!  Allahu Akbar!

Aqui fica o vídeo com as instruções:



Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.