sábado, 3 de outubro de 2015

Última hora: Mais 2 israelitas assassinados em Jerusalém

Mais um massacre de judeus em Jerusalém. Viu alguma coisa na TV? O que faria se a sua vida tivesse que ser assim, e se ainda por cima o acusassem de ser o mau da fita?


ACTUALIZAÇÃO: Vídeo permanentemente retirado pelo lóbi islamista. Vamos re-postando os poucos vídeos - já muito censurados - do ataque.


Imagens chocantes do ataque terrorista de hoje à noite em Jerusalém, em que se pode ouvir os tiros disparados e a mãe e o bebé chorando, após o terrorista "palestino" Mohammed Halabi ter apunhalado 4 israelitas. O pai do bebé sucumbiu aos ferimentos, e a mãe está em estado crítico. Outro israelita esfaqueado também sucumbiu aos seus ferimentos.

 As notícias que os media convencionais fora de Israel não mostram. O massacre desta noite em Jerusalém.

Nem este ataque nem praticamente nenhum ataque contra israelitas chega aos media. Assim que Israel começar a responder, acender-se-ão os holofotes globais para apresentar a acção de Israel como um ataques não provocado. É para isso que servem estes massacres e os bombardeamentos diários sobre Israel.

Quando os jornalistas deixarem esta vida, grandes contas terão a prestar ao Criador, por muito que não acreditem nEle.

As vítimas mortais são Nehemia Lavi e o rabino Aharon Benita (na imagem, na foto do seu casamento).

Também esta noite, terroristas "palestinos" atacaram uma ambulância. A ambulância transportava um "palestino" que foi atacado à facada porque os terroristas pensaram que se tratava de um judeu. Aguardamos pormenores.


A ambulância atacada

Assim que começou o Ano Novo Judaico, intensificaram-se os assassínios de israelitas. O senhor Alexander Levlovitz, de 64 anos, perdeu o controlo do carro quando foi atacado à pedrada por estes três indivíduos, que fazem as delícias de grande parte da Esquerda e dos seus "intelectuais":

Os três assassinos já foram capturados. O Bloco de Esquerda, o MRPP, o PCP, "Os Verdes", muito PS, já devem estar a preparar votos de indignação contra a detenção destas "criancinhas".

Reportámos este assassínio em Mais uma vítima dos "heróicos" apedrejadores. Esta gente sabe que goza dos favores dos media. A notícia do assassinato do senhor Levlovitz passou em brancas nuvens na Imprensa global, ou se foi dada, foi dito simplesmente que ele se despistou.

A aclamada "guerra das pedras", que é reportada pela Imprensa Ocidental como um acto de grande valor moral, tem prosseguido num ritmo inédito. Para grande desgosto dos jornalistas e das esquerdas, não morreu entretanto mais nenhum inocente. 

A Imprensa mostra meninos de 3 aninhos, fofinhos, a atirarem seixos pequeninos aos soldados israelitas (Armados!!! Onde já de viu??? Soldados ARMADOS!!!). Mas a realidade é que são bestas como estas, no máximo vigor da juventude, que deixam cair calhaus sobre os carros, a partir de viadutos, pontes e penhascos:

As criancinhas desgraçadinhas que só têm pedrinhas para atirar aos soldados maus (e armados!) de Israel. Foto do Arutz Sheva.
Nos últimos dias, o terrorismo tem-se intensificado no Monte do Templo, como temos mostrado (por exemplo no post Colonos muçulmanos aterrorizam nativos em Jerusalém. Os media transmitem a ideia de que há um equivalente moral. A verdade é que os judeus é que são atacados pelos terroristas, como mostrámos exaustivamente, com vídeos, no post Como a RTP2 "olha o Mundo". 

E é assim desde 1920, quando os Árabes invadiram Israel.


As notícias que os media convencionais fora de Israel não mostram. Eitam e Naama Henkin, foram executados à frente dos quatro filhos pequenos.

Na quinta-feira, o jovem casal Henkin foi assassinado à frente dos 4 filhos, quando seguiam de carro. Os terroristas já foram capturados:



Este assassínio foi reivindicado pela Fatah, o partido da Autoridade "Palestina", cujo presidente é o mega-terrorista Mahmoud Abbas, tido no Ocidente como pessoa de Bem. O Times of Israel reporta:
   A Fatah assumiu a responsabilidade pelo assassinato de um casal israelita perto de Itamar, na Judeia e Samaria.

     As Brigadas Abdel Qader al-Husseini, um grupo filiado nas Brigadas Mártires de Al-Aqsa e na Fatah, anunciaram na sexta-feira que os seus homens na quinta-feira à noite abriram fogo contra o carro de Eitam e Naama Henkin, um casal na faixa dos 30 anos, quando estes iam para casa com os seus quatro filhos, com idades entre quatro meses a nove anos. As crianças não foram feridas no ataque.

   A  Fatah, liderada pelo presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, é a maior facção dentro da Organização de Libertação da Palestina, que é o órgão de gestão em áreas da Judeia e Samaria controladas pela Autoridade Palestina.

Comunicado de regozijo e reivindicação por parte da "Autoridade Palestina":



Pouco depois de mais este assassinato, as redes sociais começaram a regurgitar mensagens de júbilo por parte de muçulmanos de todo o Mundo. 

Em Israel, multidões de "palestinos" saíram às ruas na quinta-feira à noite para celebrar o assassinato brutal do casal. Que outro país no Mundo suportaria isto?

As festividades incluíram o lançamento de fogos de artifício e o acenar de bandeiras nas ruas, disse Ofir Gendelman, porta-voz do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, ao jornal Algemeiner.

Gendelman postou no Twitter uma foto da cena, que é a que se pode ver acima. Sempre que há massacres de israelitas, é assim, como temos aqui mostrado incontáveis vezes. A maioria das bandeiras eram da Fatah, o bando armado do que reivindicou a responsabilidade pelo ataque que matou Eitam e Naama Henkin.  


Foliões em Nablus, perto do local do tiroteio, soltaram fogos de artifício, e os "palestinos" nas redes sociais ficaram em "êxtase" com os assassinatos.
 
Os principais membros do partido Fatah da Autoridade "Palestina", presidida por Mahmoud Abbas, Azzam Al-Ahmad e o general Abu Sultan Al-Einen, elogiaram o ataque, chamando-lhe uma "acção heróica". O general Al-Einen, que actua como conselheiro de Abbas para as ONGs, apelou a mais ataques contra israelitas.



O mega-terrorista Mahmoud Abbas, que comete, planeia, incita e premeia assassínios de israelitas, é recebido com honras de Estado no Ocidente. Como se fosse uma pessoa normal e não um discípulo dilecto de Adolf Hitler. A bandeira dos terroristas está hasteada na ONU. Este monstro é recebido no Vaticano!

O grupo terrorista Hamas, que ainda recentemente apelou ao assassínio de Mahmoud Abbas, por este ser "demasiado moderado", também aplaudiu o ataque. O porta-voz Husam Badran felicitou os terroristas e os árabes em geral, e também referiu o massacre como sendo uma "operação heróica".

O porta-voz das Forças de Defesa de Israel, Peter Lerner, disse na quinta-feira que o IDF vai deslocar quatro batalhões para a Judeia e Samaria, para evitar uma escalada da violência. Aí a Imprensa mundial vai ACORDAR! 

 Terrorista islâmico atacando uma sinagoga com bombas incendiárias, ontem à noite.

Neste caos de ataques e assassínios, não foi registada nem uma acção violenta da parte dos israelitas. E os ataques que aqui reportamos são uma amostra. Ainda ontem à noite uma sinagoga foi atacada em  Gush Etzion


Quando Israel finalmente responder a esta vaga de terrorismo, para evitar que a sua população seja exterminada, os pacifistas da treta virão a terreiro deitar as suas sábias sentenças. Enquanto isso, espumam pela boca com posts como este, que "podem provocar o ódio". PALHAÇOS...

 É-nos impossível contar tudo. Grupos de Facebook como estes, fazem a cobertura possível:
APELO


"APELO: perante os recentes ataques terroristas brutais contra famílias judias em Israel, apelamos a que demonstrem a vossa solidariedade para com os cidadãos de Israel. Enviem-nos fotos vossas com mensagens de apoio aos israelitas (por mensagem ou por post para esta página). As fotos serão publicadas aqui e na página Portugal Loves Israel, para que sejam vistas e partilhadas por israelitas, para que eles não se sintam desapoiados nestes dias tão críticos."
Vivemos uma realidade virtual. A maioria das pessoas é por Israel, pelos Estados Unidos, pelo Mundo Livre, e contra o islamismo e o comunismo. Os media distorcem a realidade. Não se deixe enganar!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.