terça-feira, 14 de outubro de 2014

Se me chamas violento, mato-te!



  Pastor James McConnel e o pecado de dizer a VERDADE
 
Irlanda: Pastor chama "satânico" ao Islão; fanáticos provam o seu ponto de vista tentando explodir a sua igreja
[Belfast Telegraph] 6 de Junho de 2014 - O pacote volumoso levantou suspeitas quando chegou à igreja, no norte de Belfast , ontem.

A igreja tem estado no centro de uma tempestade por causa de um sermão polémico durante o qual o Pastor James McConnell definiu o Islão como "satânico" e uma religião "gerada no Inferno".

A polícia foi chamada à igreja na tarde de ontem.
O pacote não continha explosivos mas sim uma mensagem sinistra.
Uma rosa negra, uma carta "joker" de um baralho de cartas, e uma mensagem que dizia: "Colherás o que plantaste".

Este incidente foi seguido por um ataque de hackers ao site da igreja na semana passada.

Em comunicado, a igreja disse que um grupo chamado Izzah Hackers, que acusa de serem hackers islâmicos, desmantelou o seu site. (...)


Neste caso, o pastor e a congregação continuam a viver em sobressalto, à espera das bombas. Em casos como o da Maratona de Boston, os dois irmãos assassinos, já com um registo de mortes assinalável, os Tsarnaev, provenientes de uma família de delinquentes e terroristas islâmicos, resolveram atacar milhares de atletas e espectadores, alegadamente por estarem revoltados com a "difamação" do Islão como violento. É a lógica muçulmana...

Esta notícia nem é recente, nem é novidade, nem é particularmente grave, se comparada com a chacina diária que a Religião da Paz leva a cabo desde o século VII. Serve para divulgar o excelente site A RELIGIÃO MAIS INTOLERANTE/ MOST INTOLERANT RELIGION.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.