sexta-feira, 10 de outubro de 2014

"Matar é fácil. Sou capaz de matar qualquer um que lute contra o Islão"


A Primeira entrevista com o jihadista português


"Matar é fácil. Sou capaz de matar qualquer um que lute contra o Islão" Fábio, 22 anos, cresceu em Mem Martins, tem três mulheres e combate na Síria. 
Em Portugal era Fábio. Na Síria é Abdu Rahman Al Andalus. Já foi soldado, agora é treinador militar – e um dos milhares de ocidentais nas fileiras do grupo terrorista Estado Islâmico

Por Nuno Tiago Pinto

No início de 2013, Fábio vivia em Londres. Sozinho. Tinha ido para a capital britânica estudar artes – mas também para seguir o sonho de ser jogador de futebol. Estudou espanhol, fitness e artes marciais. Aos 20 anos, partilhava na rede social Twitter as proezas nos jogos de futebol. Dizia ter talento. E sonhos. A 24 de Março desse ano escreveu: “A maratona para ser uma lenda continua.” Mas, no dia 31, deixava a sua penúltima mensagem: “A decisão da minha vida.”

Em Outubro estava na Síria. Tinha ido juntar-se aos grupos islâmicos que combatiam o regime de Bashar al-Assad. Mudou o nome para Abdu Rahman Al Andalus e tornou-se um dos milhares de ocidentais a combater na guerra civil síria. “No início juntei-me à Al Ansar wa Muhajireen [o Exército de Emigrantes], liderado por Abu Omar Shishani”, conta à SÁBADO, a partir de Minbij, no Norte da Síria, onde vive com as três mulheres. Uma delas, Ângela, é portuguesa. Segundo o semanário 'Expresso', viajou da Holanda, onde vivia com a mãe, para a Síria depois de conhecer Fábio na Internet. Casaram-se. Tal como o marido, mudou de nome. Agora é Umm.

Neste vídeo, que foi filmado por Fábio, vê-se as celebrações dos membros do ISIS após a tomada da cidade de Mosul.

Leia a entrevista ao jihadista português na SÁBADO que chega às bancas a 9 de Outubro.

Bastidores


Um jovem português na 'jihad'

08-10-2014

A conversa com Fábio, agora Abdu, a qual acabou por resultar na entrevista que faz capa desta edição da SÁBADO, durou cerca de sete horas e quase não teve interrupções. A excepção foram os 10 minutos que o entrevistado pediu para ir rezar

Por Rui Hortelão

Logo que as primeiras notícias sobre os portugueses que estão ao serviço do Estado Islâmico foram conhecidas, Nuno Tiago Pinto começou a tentar contactar algum deles. De entre os 10 a 15 cidadãos nacionais referenciados pelos serviços de informações, o mais interessante era, à partida, Fábio – o jovem que cresceu na linha de Sintra e um dia sonhou ser futebolista, mas que abdicou de tudo em nome da jihad. Até do nome: hoje responde por Abdu. E que, na Síria, tem a seu lado Ângela – agora Umm –, outra portuguesa recrutada pelos radicais responsáveis pela decapitação de vários cidadãos ocidentais.

Foi ele que, às 8h do passado dia 5, respondeu, via Facebook, a uma mensagem que a SÁBADO lhe deixara há semanas. Dizia pouco, apenas um endereço de email. Nada mais. Seguindo as instruções, nova mensagem seguiu de imediato, mas veio devolvida. O endereço estaria errado ou a caixa bloqueada. Nuno Tiago Pinto não desistiu e pesquisou o email no Facebook. Resultou. A primeira resposta de Abdu (Fábio) chegou por volta das 10h (hora portuguesa). A conversa, que acabou por resultar na entrevista que faz capa desta edição da SÁBADO, durou cerca de sete horas e quase não teve interrupções. A excepção foram os 10 minutos que o entrevistado pediu para ir rezar. Ainda assim, ficou a promessa de falarem no dia seguinte. Como previsto, voltaram a conversar na segunda-feira, bem como na terça, desta vez já através de uma nova página do Facebook, porque a anterior voltou a ser bloqueada.

Muito tem sido escrito sobre os jovens que deixaram Portugal – alguns até já com curso superior concluído –, mas a entrevista de Fábio/Abdu à SÁBADO é o primeiro grande testemunho que permite perceber melhor este fenómeno. Ou não.

- Algumas perguntas:

 Será permitido o regresso deste e de outros terroristas assassinos?

 As autoridades estão cientes de que o Islão é precisamente isto, sem tirar nem por?

A Imprensa, continuará a omitir a verdadeira natureza do Islão, e a embarcar na narrativa aldrabada (como manda o Islão) de que estas pessoas não entendem a "religião da paz"?

Algum líder muçulmano (o David Munir, por exemplo), quer publicamente condenar o ISIS e  afins?

As autoridades continuarão a ignorar esta ameaça, que está entre nós, ou avançarão com a proibição do Islão - assim como proibiram (e muitíssimo bem!) o Nazismo, e outras seitas de terror e barbárie? (Ainda falta o Comunismo, mas lá chegaremos, se Deus quiser).

As autoridades estão cientes de que, caso não actuem, será o povo a tomar a iniciativa de se defender, com todos os inconvenientes que sempre advêm de se entregar a Defesa e a Justiça a quem não tem preparação nem legitimidade para tal?


ISTO É O ISLÃO:


"Combatente" do ISIS numa das brincadeiras habituais da seita, posando, feliz, com a cabeça de uma infiel curda, decapitada (na foto da direita, ainda viva) - o ISIS, no cumprimento da lei islâmica, degola, crucifica, mutila, decapita, estupra, queima gente viva, enterra gente viva, tortura, assassina em massa, profana, etc., etc., etc.. É isto que o Fábio, a Ângela e outras bestas malignas andam por lá a fazer. É isto também que o Hamas e o Hezzbollah (tão amados pela esquerda, pelos nazis e por certos fanáticos religiosos) fazem aos judeus. Mas, como as vítimas são judeus, a malta protesta, porque, sendo judeus, devem colocar a cabeça no cepo!

13 comentários:

  1. Que allah que dê as virgens a que tem direito quanto antes.

    ResponderEliminar
  2. Além das virgens, tb terão 80 mil servos, condenados injustamente a serem servos, que não têm parceira e que ainda por cima tb são muçulmanos

    ResponderEliminar
  3. És uma pessoa com demasiado ódio e rancor que seguramente em poucos segundos te transformas em um assassino como aqueles que criticas. estou de acordo com "Porque o mau da fita não é Israel" porque o mau da fita de verdade que não é Israel... O mau da fita são pessoas como tu que misturam assuntos sem sentido e sem ponto de união. O problema de Israel é ser um país com politicas nazis e de apartheid e uma potencia militar que invade um pequeno pais de agricultores e pastores cuja única opção de sobreviver e de conquistar os direitos universais que a eles lhes negam é lutar com pedras e pouco mais contra tanques. Ou também crês que o direito de Israel a invadir Palestina foi concedido por Deus e que todos os que não forem judeus naquela terra devem ser subjugados como escravos? Acho que ignoras muitas coisas porque estas cego no teu ódio e rancor e deverias procurar informação e apoio antes que te transformes num desses Zionistas que põe bombas, fazem ataques terroristas, matam inocentes e destroem vidas em nome do judaísmo... O que esta gente faz é errado, muito errado! Mas o que Israel faz está ao mesmo nível e só tens de ler a prensa livre para descobrir isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O seu comentário é um monumento de ignorância, preconceito e ódio cego. Não faz a mínima ideia do que se passa no terreno, não sabe onde fica ou que tamanho tem Israel, não lhe conhece a História, antiga ou contemporânea, nada! Apenas vomita o que a propaganda islamista, nazi e comunista lhe dão a comer. E não faz a mínima intenção de saber. Jamais visitará este site, que desmonta essa propaganda: www.paliestine.com

      Não faz a mínima ideia do que é o Sionismo. Chama-lhe Zionismo, de «Zionism» que vê nos vídeos dos loucos da teoria da conspiração, que dizem que os judeus são lagartos do Espaço, dos «iluminattis», do Código Da Vinci, do 11 de Setembro ter sido feito pela CIA, etc., etc.

      Quais "zionistas" é que fazem atentados terroristas? O que é a «prensa livre»? É o Público? É o Avante!?

      Se você estivesse em Israel, a ser bombardeado todos os dias, a ser apedrejado, se tivesse familiares mortos e estropiados pelas bombas, pelos assassinos, pelos seus queridos atiradores de pedras, deixava-se matar? Condena que Israel se defenda?

      O que é mais lamentável na vossa postura é a total falta de consciência do vosso antissemitismo larvar. Repare: Você basicamente reclama por os judeus não se deixarem chacinar!

      Onde está essa subjugação de que fala? Israel é a única democracia do Médio Oriente. Cite-me UM país muçulmano no mundo que seja livre e democrático, como Israel é.

      Ainda não percebeu que o único problema é que os muçulmanos não aceitam a existência de Israel? Ainda não percebeu que o único «erro» de Israel foi ter restaurado a sua soberania quadrimilenar? Ainda não percebeu que o terrorismo islâmico em todo o mundo visa a hegemonia dessa ideologia diabólica?

      Porque não estuda?

      http://www.jewishvirtuallibrary.org/jsource/myths/portuguese.pdf

      Porque não toma consciência do que é o Islão?

      Veja na nossa barra lateral alguns sites que expõem a verdadeira natureza dessa pseudo religião de terror e ódio.

      Deixe de comer propaganda. Se não gosta dos judeus, esse é um preconceito milenar, como o é o racismo anti-ciganos ou anti-africanos. Ser antigo não o torna legítimo, mas se não gosta, evite-os, simplesmente. Não os odeie sem motivo, pois eles são as vítimas.

      Você é um bem-pensante intoxicado pelos media. Se Israel é tão mau, porque é que os muçulmanos que lá vivem não vão para qualquer lugar do mundo muçulmano, que é «apenas» 660 vezes maior?

      Ainda agora o Egipto ofereceu território para os «palestinos» lá fazerem o seu pais inventado pela URSS nos anos 60. Veja lá se eles quiseram!

      Veja o nosso blog. Não faltam vídeos dos próprios «palestinos» a declararem que amam a morte como as pessoas normais amam a vida, a exortarem o povo a deixar-se matar em nome do ódio aos judeus.

      Acorde, anónimo! ACORDE!

      Ou então seja coerente e vá para o Califado! Lá, eles têm um tratamento para pessoas como você: cabecinha fora! Aí se vê quem são os bons e quem são os maus. O Islão mata mais gente num ano do que a Inquisição matou em 350. Confira: www.thereligionofpeace.com

      É preciso DESCARAMENTO para continuar a defender o Islão! Mas se gosta, VÁ PARA LÁ!

      José de Jesus

      Eliminar
    2. P.S. - Está disposto a dar Portugal aos muçulmanos? Está disposto a pôr-se em fila para eles o decapitarem? É que é isso que eles querem. A seguir a Israel, querem recuperar Portugal e Espanha, com a mesma premissa com que querem Israel: é que terra que esses bárbaros demoníacos conquistaram, na óptica deles, será sempre muçulmana.

      Quem duvida, oiça o que os próprios muçulmanos dizem:

      https://www.youtube.com/watch?v=2HAo_aed9sg

      Ora veja:

      http://amigodeisrael.blogspot.pt/2014/04/hoje-siria-amanha-israel-depois-portugal.html

      http://amigodeisrael.blogspot.pt/2014/07/califado-aponta-baterias-portugal-e.html

      http://amigodeisrael.blogspot.pt/2014/02/o-regresso-dos-mouros.html

      Está disposto a isso? Tem que estar, pois não pode defender uma coisa para Israel e outra para Portugal! Vá ter com o Fábio, que ele resolve-lhe isso, e ainda vai dar de comer aos canibais do ISIS!

      Ora atreva-se lá a ultrapassar a propaganda neo nazi que constitui o seu alimento:

      http://infielatento.blogspot.pt/ http://olhonajihad.blogspot.ca/ http://averdadesobreoislao.blogspot.pt/ http://rafik-rafikresponde.blogspot.pt/
      http://www.barenakedislam.com/ http://www.jihadwatch.org/ http://pamelageller.com/ http://www.raymondibrahim.com/ http://observatoriodajihad.blogspot.pt/ http://sheikyermami.com/ http://sheikyermami.com/ http://www.thereligionofpeace.com/ Até os sacrifícios humanos de «infiéis» e o canibalismo eles praticam, sob a aprovação e o incentivo dos clérigos e doutores em Islão - veja: http://shoebat.com/2014/03/17/actual-literal-islamic-human-slaughterhouses-christians-discovered/

      Obsessão Guerra do Islã Radical Contra o Ocidente
      https://www.youtube.com/watch?v=Y7fiwZaBq5Y

      http://www.jewishvirtuallibrary.org/jsource/myths/portuguese.pdf
      What Normal Muslims Think - And Europe Fails to Understand

      Israel map throughout history
      https://www.youtube.com/watch?v=4FspfOI_YRU

      OLHE OS SEUS QUERIDOS «PASTORINHOS»:

      Australian in Palestine account of children suicide bombers - תרגום עברי
      https://www.youtube.com/watch?v=XHkmCKMvnCY

      ISLAM FOR DUMMIES: THE MUSLIM AGENDA:
      https://www.youtube.com/watch?v=5YsdbhIbZoc&list=UUJr0SRrynX6veeyVi9ZIk1g

      Islam: What the West needs to know (full documentary)
      https://www.youtube.com/watch?v=krvCQbzPKiI

      https://www.facebook.com/IAAntiSemitism?fref=ts

      The Middle East Problem - https://www.youtube.com/watch?v=8EDW88CBo-8

      ETC.. ETC., ETC..

      E da próxima assine, mesmo com pseudónimo. Vocês fazem dessas afirmações sempre a coberto do anonimato assumido.

      José João de Jesus

      Sintra

      Eliminar
    3. Sei quem vc é. Estou na sua cola. Já já te pegamos.

      Eliminar
  4. José João de Jesus, o cu de israel já está em ferida, pare de o lamber.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. P.S. - Já tem viagem marcada para o Califado, para se juntar o Fábio, aliás Abdu Rahman Al Andalus?

      Eliminar
  5. Fica aqui o seu novo comentário, como testemunho eloquente do que é a argumentação antissemita. Em resposta a uma argumentação factual e racional, o ódio boçal, a raiva doentia, a inveja soez.

    Nem tentam disfarçar o vosso ódio, cobardia e bestialidade. São esses apenas os vossos argumentos. Odeiam. Eis tudo.

    Acima de nós há um Deus, esteja descansado. Há o Bem e a o Mal. Você escolheu o segundo. Em devido tempo, colherá o que semeia com comentários como este.

    José João de Jesus

    ResponderEliminar
  6. Sou Portuguesa!! E não reconheço a gentalha que se está a alistar no EII! Só são portugueses porque lhes foi DADA a cidadania. São gente se 2.ª e 3.ª geração do continente Africano que devia agradecer por não terem lá ficado ou nascido lá e terem morrido à fome devido aos seus belos Estados corruptos. Não atiçem o povo português!! Será que aprenderam alguma coisa da história de Portugal??? Ignorantes!!!! Sou pacifica mas garanto que mato quem queira tomar Portugal!! VIVA VIRIATO!!! (sabem quem era?? lol ) VIVA PORTUGAL!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga,

      Eles mesmos não se assumem como portugueses. Sejam sauditas, indonésios, paquistaneses, sudaneses, ingleses, portugueses, o que quer que conste dos BI's, para eles não significa nada. A Pátria deles é o Islão.

      Mas espere que ainda a procissão vai no adro. Eles já estão a voltar à Dinamarca. Em breve regressarão a outros países europeus, onde umas sociólogas de saia rodada os vão receber com muito amor e carinho...

      José de Jesus

      Eliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.