domingo, 24 de maio de 2015

Ah, o Festival Eurovisão...

TEM GRAÇA E NÃO OFENDE

Quando soube que a organização do Eurofestival seria sua, a cidade de Viena instalou estes semáforos gay-friendly - não que haja alguma coisa de errado nisso!

Ah, o Festival Eurovisão... De inocente diversão ligeira e familiar a ícone kitsch, gay, retro e exemplo acabado de algo que, de tão mau, se torna bom. Um doce hino à futilidade - como os concursos de misses, um evento onde também toda a gente deseja paz no mundo, entre sorrisos esfuziantes e uma alegria divertidamente absurda.

Por muito anti-Eurovisão que sejamos, não há quem não recorde com encanto prestações como a dos excêntricos Abba, no desfile de excentricidades ridículas e inócuas que é o Eurofestival. E convenhamos que estes eram tempos de Liberdade e Alegria que tão depressa não voltam:



Por muito anti-Eurovisão que sejamos, não há quem não goste de ver o seu país subir ao palco. Nem que seja só para dizer mal. Infelizmente, Portugal não passou à Grande Final (Ooooooohhh!!!...). mas passou Israel, que vem a seguir na nossa lista de países preferidos (VIVAAAAA!!!).


A entrada da delegação israelita, no desfile inicial, foi recebida por uma calorosa salva de palmas, onde nos pareceu haver mais do que mero apoio à canção Golden Boy, de Nadav Guedj, que era tão (des)interessante como quase todas as canções de todos os Eurofestivais. Neste momento está com 2 000 889 visualizações no youtube. E muitas mensagens de apoio, pelo que vimos. para além das elevadas trocas de impressões entre críticos musicais (Ex.: "Israel costuma levar baladas, mas este ano levou uma 'mexida'").


Golden Boy, de Nadav Guedj, alcançou o 9º lugar. Quando me lembrei de telefonar, já estavam encerradas as votações. Menos 10 votos para Israel :-(


O THE INDEPENDENT acompanhou o evento ao segundo, com a atitude certa para a ocasião. Uma amostra:

  • 15 hours ago
    THANK GOD IT'S OVER "GRAÇAS A DEUS ACABOU" (Era a actuação da França, e concordamos plenamente! Os bramidos eram particularmente insuportáveis, mesmo para os padrões francófonos!) 
  • 15 hours ago
    AU REVOIR darling France.  "ADEUS, querida França" 
  • 15 hours ago
    Three-time winners Israel up next. They gave us Dana International. THANK YOU ISRAEL. "O 3 vezes vencedor Israel é a seguir. Eles deram-nos a Dana International. OBRIGADO ISRAEL!" (Dana International é o nome artístico de Sharon Cohen, que é famosa por ter ganho o Eurofestival e por ter nascido homem. Israel sempre na vanguarda...).

  Israel's entry, Nadav Guedj - "A entrada de  Nadav Guedj, de Israel"
  • 15 hours ago
    ISRAEL: Nadav Gued singing "Golden Boy". Pumped for this one, guys. Graham Norton says it's really fun. #trustinGraham   "Nadav Gued canta "Golden Boy". Toca a bombar, pessoal. O Graham Norton diz que esta é boa. Confiem nele!"
  • 15 hours ago
    Oh, rapping! He rhymed TRIGGER with BIGGER. That's a Eurovision first. "Oooohhh!!! Rap!!! Ele rimou 'TRIGGER' com 'BIGGER'. É inédito na Eurovisão." (Israel sempre na vanguarda, LOL!)
  • 15 hours ago
    Israel meets Bollywood. Phenomenal. "Israel dá uma de Bollywood. Fenomenal!"
 NÃO TEM GRAÇA E OFENDE

O que não tem absolutamente graça nenhuma, e ofende a inteligência humana, é o facto de a jovem turca Mutlu Kaya, estar no hospital, a lutar pela vida, depois de ter levado com uma bala na cabeça! O seu "crime"? Ser muçulmana e ter ido actuar a um concurso televisivo de cançonetas!

A  CUMPLICIDADE QUE OFENDE

O que também ofende é que a Imprensa Ocidental não faça qualquer referência ao motivo pelo qual a jovem foi  alvejada. Hipocritamente, afirmam que foi por a família ser "conservadora". Que os bárbaros sejam bárbaros, é próprio da respectiva barbárie, que não dá para mais. Já a cumplicidade dos media Ocidentais, é cobarde e abjecta.

"Conservadora" era a família da famosa Margarida, de Borba, que concorreu a' O Bar da TV, da SIC, que era uma espécie de Big Brother, produzido por Edilberto Lima, e apresentado por Jorge Gabriel e Lili Caneças (um trio de peso, portanto!).

Os pais não gostaram que a menina dormisse no mesmo quarto que uma série de matulões, mais batidos que as minhas velhas botas da tropa, e vai daí, foram lá buscá-la. Eu faria o mesmo! Mas não lhe dava um tiro na cabeça.


26/11/2009


"Música feita pelo DJ Porco utilizando os magníficos samples do diálogo entre D. Miquelina e a sua filha Margarida, concorrente do Bar da TV. De referir que são ambas naturais dessa bela localidade que é Borba!"

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.