sábado, 23 de maio de 2015

4 Luas de Sangue

Este assunto das "luas de sangue" desperta sempre alguma curiosidade, até em quem, como nós, pouco ou nada percebe destas coisas. À primeira vista, a atenção que o Judaísmo dá a certos fenómenos astronómicos parece-nos um bocado exótica. Mas lembramos a nossa formação cristã católica, e que o nascimento de Jesus/Yeshua, terá sido anunciado por uma estrela muito especial. Que cada um faça seu juízo sobre este artigo de 2 de Abril, que achámos interessante traduzir:

"" O sol se converter-se-á em trevas, e a lua em sangue, antes do grande e terrível dia do SENHOR. " 
(Joel 3: 2)"


Um rabino e místico que vive no sul de Israel está a pedir a todos os judeus que orem e façam penitência, agora que a terceira lua de sangue de um ciclo de quatro se aproxima.

O Rabino Amram Vaknin, que previu acontecimentos como o da famosa flotilha de Gaza, o fogo floresta de Carmel em 2010, a Operações Pilar da Defesa em 2012 e a Operação Protecção-Limite em 2014, adverte que Israel está a enfrentar um ciclo de julgamento e potencial perigo.

Um dos alunos do Rabi Vaknin, Gil Nachman, falando ao Breaking Israel News, citou o sábio, explicando que o valor numérico da palavra hebraica para sangue (dam) é 44, uma alusão presente ao 44º presidente dos Estados Unidos.

Este assunto do valor numérico das palavras e dos códigos "escondidos" na Torá (o Pentateuco do Antigo Testamento), também é interessante, mas fica para futura referência.

O Rabi Vaknin apela à oração e ao arrependimento:

 
Vaknin previu que o 44º presidente traria derramamento de sangue (dam) ao povo judeu. De notar que o rabino fez esta previsão antes da eleição do presidente Barack Obama para o cargo.
Vaknin acredita que Adão (Adam), que significa Homem e tem valor numérico de 45 (44+1), na presente conjuntura, refere-se ao Messias, aguardado há milénios pelos judeus, e que pode vir neste ciclo de "luas de sangue".
O sábio místico rabino Amram Vaknin com seu aluno Gil Nachman, rezando pela vinda do Messias, no Muro das Lamentações, em 1 de Abril de 2015. (Foto: Yehudis Schamroth)

O Rabino Vaknin apelou a um dia de oração no Muro das Lamentações, para incentivar a chegada do Messias e a redenção do povo judeu e do Mundo.
De acordo com sua página no Facebook, "Nestes tempos críticos, Am Israel deve unir-se para orar a Hashem para enviar o Mashiach Ben David !!!".
A repetição do número quatro também é digna de nota, pois, além do valor de 44 das quatro Luas de Sangue da tétrade, este será o mais curto eclipse lunar total do século XXI, com duração de apenas quatro minutos e... 44 segundos.
O Rabino Vaknin não está sozinho entre os judeus que associam a tétrade actual com a redenção judaica. Como a primeira e a terceira Luas de Sangue neste ciclo coincidem com a Páscoa, e a segundo e a quarta com a Festa dos Tabernáculos, as conexões com tempos de redenção são profundas.
 Declara o Talmude, que "no [mês hebraico de] Nisan, os nossos antepassados ​​foram resgatados do Egipto, e em Nisan vamos ser resgatados." Da mesma forma, a Festa dos Tabernáculos está associada, na tradição judaica, com a batalha de Gog e Magog, a guerra final que se acredita precederá a redenção final e chegada do Messias.

Para muitos estudioso das profecias, a batalha contra Gog e Magog será a de Israel contra os invasores Persas e Russos (uma aliança política e bélica que não é de agora, diga-se de passagem).
Além disso, este ano, em Israel é um ano sabático, ou shmitta, uma época em que a terra de Israel é ordenada ser deixadas em pousio. O site Yahadoot.net observa uma declaração dos Sábios no Talmude, que diz: "No sexto [ano haverá] vozes [de guerra], no sétimo [haverá] guerra, e no final do shmitta, o [Messias] filho de Jessé vai chegar."
Embora o Talmude não diga em que ciclo de sete anos na História a profecia será cumprida, o site sugere que, até agora, este é o período que mais se encaixa na descrição.


O fenómeno da "lua do sangue" tem atraído muita atenção, graças aos esforços e descobertas solares da iniciative Root Source, de Bob O'Dell e Gidon Ariel. Nem todos estão de acordo quanto ao que as "luas de sangue" significam. De acordo com O'Dell, "Todas as tétrades de luas de sangue anteriores apontam para um padrão de bênção ao povo judeu. Elas são uma boa notícia para os judeus. São um grande indicador de amor e compromisso de Deus para com o povo judeu, para o preservar, e um aviso para aqueles que estão em oposição a Israel. "

http://promotions.israel365.co.il/blood-moons-101-ebook/
 Download gratuto, para quem se interessa por estes temas.

A chamada "lua de sangue" é um eclipse lunar cujo nome popular decorre da cor vermelha, causada pela curvatura dos raios do Sol ao redor da Terra.


Quando ocorrem quatro destas luas em sucessão sem um eclipse lunar parcial entre elas, são apontadas como uma tétrade. Estas tétrades são fascinantes em si mesmas, mas a actual tétrade é particularmente interessante, porque é apenas a quarta a acontecer num período de 500 anos. Como se não bastasse, todas as quatro Luas de Sangue da tétrade caem em feriados judaicos.
O site em idioma hebraico yahadoot.net investiga a perspectiva judaica sobre este fenómeno celeste. O Talmude discute o significado de eventos astronómicos na História da Humanidade, afirmando que um eclipse solar é um aviso para as nações, enquanto que um eclipse lunar significa perigo para o povo judeu, que está relacionado com a Lua.   
Os Sábios explicam que o julgamento de Deus é especial nestes momentos, e que as acções e opções humanas estão a ser consideradas. É um momento em que os nossos erros podem voltar para nos assombrar.
O Rabino Vaknin junta a sua voz a outros líderes religiosos, que convidam os seus seguidores a orar pela paz e segurança em Israel. Os líderes cristãos Mark Biltz e Bob O'Dell organizaram um encontro de oração para os cristãos de todo o mundo durante os 4 minutos e 44 segundos do eclipse lunar total.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.