domingo, 23 de agosto de 2015

Matisyahu Canta "Jerusalém" aos nazis do BDS



Na Idade Média, os antissemitas acusavam os judeus de envenenarem poços e fazerem pão com sangue de crianças. No tempo do Nazismo, eram acusados de dominar o Mundo através da sua influência nos bancos, na indústria cinematográfica e na Imprensa. Hoje, os judeus são alvo da absurda acusação de que "roubaram a Terra de Israel aos Árabes"! Tudo serve...

Matisyhau esteve no olho do furacão do antissemitismo europeu, na passada semana, quando o bando neo-nazi BDS conseguiu que fosse afastado do cartaz do Reggae Sunsplash. Matisyahu acabou por ser re-convidado, mas o mau-perder dos odiadores obrigou-o a actuar debaixo de assobios e bandeiras da "Palestina".



Quando faltava apenas uma canção para acabar o espectáculo, Matisyahu, que escolheu não responder aos nazis, escolheu cantar "Jerusalém". Foi precisamente essa a canção que escolhemos para ilustrar o post "Nazis do BDS levam a pior com Matisyahu".

Com uma bandeira gigante do terrorismo a ser agitada em frente dele por um protestatário antissemita, a maior estrela reggae da actualidade respondeu com sabedoria: não importa o quanto as bestas nazis odeiem e difamem Israel, as profecias cumpriram-se, os judeus estão de regresso à sua Terra ancestral e de lá não sairão, a não ser que Deus o queira. Só lá faltei eu, com uma bandeira de Israel...

2 comentários:

  1. Já cantou. Não entendi, não gosto da música mas foi uma vitória para a Liberdade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E ajudou a expor os extrema-esquerdistas antisssemitas do BDS, que mostraram a sua verdadeira face e estão agora na mira da Imprensa espanhola, e não só!

      Eliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.