sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Arqueólogos Portugueses Descobrem Restos de Judeus Vítimas da Inquisição



Arqueólogos que escavavam em Évora, Portugal, descobriram uma dúzia de corpos que acreditam ser de judeus, perseguidos pela Inquisição e sepultados "sem a menor cerimónia fora do Tribunal da Inquisição, juntamente com o lixo comum."

Com base em planos do edifício em que foram descobertos os esqueletos, os arqueólogos dizem que a área onde foram encontrados era um local de disposição de lixo associado ao Tribunal da Inquisição, no período 1568-1634.

"O sedimento circundante os esqueletos confundem-se com a camada de lixo doméstico onde foram colocados, o que sugere que os corpos foram depositados directamente no despejo" - disseram os arqueólogos num artigo publicado numa edição recente do Journal of Anthropological Archaeology, de acordo com a revista Forbes. Os arqueólogos pensam que as pessoas que foram eliminados desta maneira foram consideradas hereges, e os registos de prisão indicam que eram judeus.

Por: JNS.org via UWI

Já lá vão séculos desde que se matava por motivos religiosos aqui na Europa. No Médio-Oriente, hoje, os islamistas continuam a exterminar judeus, cristãos, muçulmanos de credos diferentes, muçulmanos moderados, e outros infelizes, em nome de Alá. 

Alguns intelectualeiros acham "natural" que os cristãos (o grupo mais perseguido em todo o Mundo, actualmente) sejam exterminados, por causa da Santa Inquisição e dos seus abusos. Triste mentalidade! Nem os cristãos de hoje são os responsáveis pelos abusos de alguns cristãos de ontem, nem o grau de amadurecimento da Humanidade hoje é comparável à época da Inquisição, em que se matava por motivos que hoje achamos absurdos.


Cristãos egípcios não renegam a sua crença e são degolados pelos terroristas do ISIS.

Visite e apoie o site de Walid Shoebat, jordano, cristão, ex-muçulmano e ex-terrorista - RESCUE CHRISTIANS. Um amigo de Israel, além do mais.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.