terça-feira, 4 de agosto de 2015

Judeus oram pelas vítimas do ataque de Duma



A comunidade judaica de Gush Etzion organizou uma sessão de oração pública pela paz e unidade, e pela recuperação das vítimas árabes feridas no ataque terrorista abordado no anterior.

Uma criança muçulmana morreu, na sequência de um ataque terrorista que incendiou a sua casa. O povo de Israel reagiu com uma onda de empatia e amor. Entre os esforços envidados pela comunidade judaica de Gush Etzion, na Judeia e Samaria, regista-se a organização de uma sessão de oração, para a qual os muçulmanos também foram convidados. Terror e assassinato são a "antítese" da fé judaica,  afirmou um organizador da jornada.




Para além dos movimentos espontâneos das populações, os órgãos e personalidades políticas de Israel têm-se juntado na condenação deste ataque. Contamos dar-vos conta de alguma coisa do que se tem passado.

Entretanto, lamentamos que a Imprensa seja tão ligeira a apontar o dedo a possíveis autores judeus, quando raramente fala dos judeus que são vítimas da política aberta de terrorismo por parte dos líderes políticos "palestinos". Como se não bastasse, a Imprensa apelida de "colonos" os judeus que vivem em Israel. Que vivem da SUA Terra! Fruto da ignorância e da agenda política dos jornaleiros.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.