segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Erdogan pede meças ao Gato Fedorento!

Delírios islamistas, neo-nazismo e colaboração com o ISIS. Assim vai a Turquia e o Mundo. E atenção, Brasil!


Tudo isto poderia ter a sua graça, se eles se limitassem a dizer disparates. 



Todos conhecemos a mitologia de que os muçulmanos descobriram tudo e mais alguma coisa, e de que quando dominavam o mundo tudo era um paraíso de Cultura e Ciência. Uma mitologia absurda, sem ponta de verdade, pois o Islão é sinónimo do mais sinistro obscurantismo, como podemos constatar mesmo na actualidade. 

Mesmo sem irmos a temas tão pesados como o genocídio, tortura, escravatura, assassínios de «infiéis», e tudo o que faz a História do Islão e nos entra em casa todos os dias pela TV, todos sabemos que, mesmo para os mais reputados académicos islâmicos, a Terra é plana, o Homem de Neanderthal se extinguiu há 100 anos, as mulheres ao volante provocam terramotos (literais), e outras pérolas que tais.

Desta vez, contudo, somos obrigados a rir. O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse neste sábado que as Américas foram descobertas pelos muçulmanos no século XII, quase 300 anos antes de  Cristóvão Colombo lá ter chegado, relata a AFP.

Atenção, que este senhor é um Presidente da República, um Chefe de Estado! Imagine-se o resto da maralha...



Um dia destes teremos Erdogan (na imagem) a afirmar que Al-Vares Kaabral foi o primeiro ocidental a chegar ao Brasil.

"Os contactos entre a América Latina e o Islão remontam ao século XII. Os muçulmanos descobriram a América em 1178, e não Cristóvão Colombo", disse Erdogan num discurso durante uma Cimeira em Istambul entre líderes muçulmanos e da América Latina. "Os marinheiros muçulmanos começaram a chegar à América a partir de 1178. Colombo mencionou a existência de uma mesquita numa colina na costa cubana."

"Eu gostaria de falar sobre isso com os meus irmãos cubanos. Uma mesquita ficaria perfeitamente bem hoje nessa colina", afirmou Erdogan, referindo-se ao tal lugar em que Colombo supostamente viu uma mesquita quando chegou a Cuba.

De acordo com a história registada, Colombo pchegou ao continente americano em 1492, quando procurava uma nova rota marítima para a Índia.

A AFP relata que uma minoria de estudiosos muçulmanos têm sugerido recentemente uma presença muçulmana anterior nas Américas, embora nenhuma ruína pré-Colombo de qualquer estrutura islâmica jamais tenha sido encontrada.

A AFP cita um polémico artigo publicado em 1996, em que o historiador Youssef Mroueh refere uma entrada no diário de Colombo que menciona uma mesquita em Cuba. A passagem é amplamente entendida como uma referência metafórica à forma da paisagem.

Além disso, não há documentação histórica de uma presença muçulmana nas Américas antes de Colombo.



O muçulmano queniano pró terrorista antissemita Barack Hussein e a Esposa, com o muçulmano turco pró terrorista antissemita Erdogan e a Esposa

Sentimento anti-americano inflamado na Turquia
 

A alegação controversa de Erdogan acontece poucos dias depois de três soldados americanos terem sido agredidos em Istambul por neo-nazis muçulmanos turcos.Três marinheiros da Marinha dos EUA foram atacados numa rua movimentada em Istambul. Os agressores são membros da União da Juventude Nacionalista Turca. O Islão está moralizado. Afinal, o homem mais poderoso do Mundo é muçulmano!


O vídeo do ataque:



Turquia colabora com o Estado Islâmico (ISIS)
Mas há mais e muito mais grave. Sob o silêncio cúmplice e islamófilo dos media internacionais, a Turquia (grande candidata à União Europeia, membro da NATO e grande aliada do Ocidente) colabora com o tenebroso Estado Islâmico, ou ISIS.


 ISIS e Forças Armadas Turcas, unidos na genocídio


Um artigo da Newsweek revela a estreita colaboração entre o Estado Islâmico (ISIS) e a Turquia. O objectivo das duas forças é, para já, a aniquilação total do povo curdo. Os judeus estão, contudo, sempre na mira, nomeadamente de Erdogan, que toda a vida foi um fervoroso antissemita, que anualmente se coloca numa sólida segunda posição em termos de incitamento ao ódio contra os judeus, logo a seguir ao terrorista Mammoud Abbas (nome terrorista Abu Mazen), líder da "Autoridade 'Palestina'".

ATENÇÃO, BRASIL!

O lóbi islamista-esquerdista retirou o vídeo, mas encontrámos outro:


"Wahabitas salafitas da Arábia Saudita fazendo a oração Azan ao pé da estátua do Cristo Redentor, no Corcovado. Eles estão aqui no Brasil, no lugar mais alto e famoso, um símbolo do Rio de Janeiro, fazendo "Alahu Akbar", a mesma coisa que é dita quando não-muçulamos (cristãos, budistas, hindús, judeus, ateus, agnósticos, ...) são mortos ou mutilados.

Um gesto simbólico, feito em um dia de chuva com pouca gente no Cristo Redentor (certamente para evitar publicidade), mas que tem um significado profundo dentro do modo de ver dos muçulmanos ortodoxos: esta-se "tomando posse" do Rio, e afirmando-se que o islão, e a Sharia, estão chegando."

Esta alegação idiota de que os muçulmanos foram os primeiros a chegar à América Latina não é inocente. A expansão global do Islão está em marcha, e a ânsia de conquista e subjugação do mundo inteiro é hoje tão fervorosa como no século VII, quando Maomé iniciou a saga sangrenta desta seita.

A construção de mesquitas está disparar no Brasil, as operações de charme («Islão é Paz», etc.) também, e os casamentos entre estrangeiros muçulmanos e convertidos nacionais garantirá, a breve trecho, números tão impressionantes como os 100 milhões de muçulmanos dos Estados Unidos ou os 52 milhões da Europa.

O terrorismo já começou:


PF investiga parceria entre grupo Hezbollah e PCC no Brasil

«Documentos denunciam ainda suposto riscos de um atentado terrorista no Brasil; Facção brasileira tem acesso a armas libanesas e, em troca, oferecem proteção nos presídios do País.»

As exigências já começaram, a sharia segue dentro de momentos: 

 O lóbi islamista-esquerdista retirou o vídeo, mas encontrámos outro:




O PT, aparentemente, não está preocupado. Muitos governantes europeus até estão no poder graças ao voto muçulmano. E isso lhes chega. Em breve se seguirá a mitologia de que o Brasil e todas as Américas são deles (igual à de que Israel e a Europa - nomeadamente Portugal e Espanha - o são), mais os motins, o terrorismo e o caos que sempre caracterizaram o domínio da seita islamista. A menos que os nossos irmãos brasileiros ACORDEM! Nós, aqui na Europa, andamos a dormir!

5 comentários:

  1. Queira emendar: «todos sabemos que, mesmo para os mais reputados académicos islâmicos, a Terra é redonda». Plana, certo?

    ResponderEliminar
  2. Hmm, e o Pai Natal existe e é turco...
    Grande maluco, este Erdogan. Satan up comedy... Ups, quero dizer "stand up comedy"

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.