sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Carta secreta de Obama a Khameini

Os Estados Unidos estão amarrados ao politicamente correcto: o homem é 1/4 africano. e, como tal, "não pode" ser indiciado por incompetência, altra traição e terrorismo. Enquanti isso, a loucocracia iraniana aproxima-se cada vez mais do seu ideal assumido: obter armas nucleares, apagar Israel do mapa e islamizar o globo.



Carta secreta de Obama ao iraniano Khamenei ultrapassa Israel

O Presidente dos EUA escreveu uma carta ao líder supremo
do Irão, o aiatola Khamenei, instando-o a chegar a um acordo nuclear, sem informar Israel. 

O presidente dos EUA, Barack Hussein Obama, escreveu secretamente ao líder supremo do Irão, aiatolá Khamenei, em meados de Outubro, e pediu-lhe que o Irão chegasse a um acordo sobre o seu programa nuclear e se juntasse à coligação dos EUA contra o Estado Islâmico (ISIS).

  
Khameini, o líder da tirania teocrática iraniana
 

A carta, revelada pelo Wall Street Journal, dizia a Khamenei que a cooperação no combate ao ISIS depende de um acordo a ser alcançado até 24 de Novembro, sobre o programa nuclear iraniano. Israel já avisou que o Irão pretende construir armas nucleares.

Funcionários da administração Obama não negaram a veracidade da carta, quando interpelados por diplomatas estrangeiros nos últimos dias. Os EUA não informaram Israel, a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos sobre a carta. O gesto de Obama é visto como uma desconsideração para com as preocupações de segurança desses países, que se têm mostrado preocupados em relação ao programa nuclear do Irão e a uma potencial corrida armamentista nuclear que este poderia desencadear.

Khamenei tem apelado à destruição de Israel, e no mês passado, pela altura da carta de Obama, culpou a América pela criação de ISIS, enquanto a Guarda Revolucionária esclareceu recentemente que a América
continua a ser considerada o inimigo número 1 do Irão.

Na semana passada, autoridades americanas e árabes revelaram ao Wall Street Journal que Obama se aproximou para o Irão e dos seus aliados terroristas Hamas e Hezbollah. 
 

Para a história completa, clique aqui.

Fonte: Israel National News


Será possível um pior presidente que Obama?


- Um dia, Bo, tudo isto será teu...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.