domingo, 9 de novembro de 2014

Como é possível viver assim?

  

No meio das crianças, no meio da rua, a centímetros de habitações, nas barbas das instalações da ONU, o bando terrorista Hamas bombardeia Israel. Diariamente, os cidadãos israelitas vivem sob bombardeamentos, sob a ameaça de raptos e assassínios. 

São dezenas de milhar de mísseis disparados desde Gaza contra Israel desde que o território foi dado de mão beijada aos muçulmanos. A maior parte da Imprensa só dá notícias das acções de defesa da parte de Israel. 

Sob a etiqueta Operação Protecção Limite, mostrámos cenas como as do vídeo, e muitas mais, que demonstram a natureza terrorista do Hamas e a sua intenção expressa de fazer o seu povo morrer.

Mostrámos vídeos das punições infligidas aos que fugiam e não se deixavam usar como escudos humanos. Mostrámos os ataques contra Israel e como o país ficou paralisado, não lhe restando alternativa que não entrar em Gaza e destruir armas, munições e os túneis por onde os terroristas se infiltram em Israel. Mostrámos os bilionários líderes, nos seus bunkers, nos seus aviões particulares, cobardemente aguardando as mortes, de israelitas e de habitantes de Gaza, quantas mais melhor, em nome da propaganda.

De 2 em 2 anos, o Hamas leva a violência a ponto tal que Israel tem que responder, pois é impossível a qualquer povo passar semanas a fio em subterrâneos, enquanto à superfície os terroristas bombardeiam a seu bel-prazer. Daniel Pipes explicou, melhor que nós:

O Hamas e a Guerra da Propaganda Global 

Turistas no sul de Israel são apanhados num ataque com centenas de mísseis, vindos de Gaza. Declaram não entender como é que um país consente viver assim todos os dias. Manifestam a sua perplexidade e indignação com a Imprensa mainstream global, que inverte as coisas, apresentando os terroristas como vítimas.




Os terroristas do Hamas são vítimas de quê, exactamente? Do legítimo direito de auto-defesa de Israel? É ridículo! É criminoso!

Vale a pena ver estes vídeos, mesmo não entendendo a língua. E vale a pena visitar Israel. Os terroristas atacam áreas onde raramente os turistas vão, pelo que os potenciais visitantes estão em segurança. Estes rapazes quiseram ver por eles mesmos como é viver nas áreas atacadas pelo Hamas, a partir de Gaza.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.