terça-feira, 1 de abril de 2014

Jornalista egípcio quer processar Israel pelas Dez Pragas


ATENÇÃO: para um melhor efeito, ponha a música tocar antes de começar a ler:



Esta chegou-nos via Lura do Grilo:
Ahmad al-Gamal exigiu ao governo egípcio que peça indemnizações pelas punições descritas no livro de Êxodo


Alguém está a levar o livro do Êxodo um pouco a sério demais. Um jornalista egípcio de nome Ahmad al-Gamal exigiu que o seu governo processe o Estado de Israel e o povo judeu pelos danos causados ​​pelas dez pragas bíblicas descritas no livro de Êxodo. O seu pedido aparece de forma suspeita antes dos festejos da Páscoa.
Ao que parece, a escravização do povo judeu não justificaria que Deus tivesse agido daquela forma.
Al-Gamal escreve para o jornal egípcio Al-Yawm Al-Sabi. Em 11 de Março, ele escreveu:"Nós queremos uma compensação pelas pragas que foram infligidas sobre nós, como resultado das maldições dos antepassados ​​dos judeus sobre os nossos antepassados, que não mereciam pagar pelo erro que o  governante do Egipto na época, o Faraó, cometeu".
Sem palavras.

Al-Gamal está a referir-se, é claro, à história de Moisés, conduzindo os judeus para fora do Egipto e da escravidão,
em que Deus lançou dez pragas sobre a terra até que o faraó finalmente "deixasse o povo partir".
Por que é que o povo judeu deve pagar indemnizações pelos actos de Deus, quando, obviamente, eles não criaram as dez pragas, de acordo com a história do Êxodo, al-Gamal não menciona.
Como todos sabemos, as pragas incluem a da água que se transforma em sangue, uma praga de rãs, piolhos, moscas, animais silvestres, gado morto, furúnculos, a morte do filho primogénito, gafanhotos, trevas, e as tempestades de fogo.
"Porque o que está escrito na Torá prova que foi o faraó que oprimiu os filhos de Israel, e não o povo egípcio", escreveu Gamal. "Mas eles infligiram-nos a nós a praga de gafanhotos, que não deixaram nada inteiro, a praga que transformou as águas do Nilo em sangue, para que ninguém pudesse beber delas por um longo tempo, a praga da escuridão que manteve o mundo escuro dia e noite, a praga de rãs, e a praga da morte dos primogénitos, ou seja, todas as primeiras crias nascidas de mulher ou animal, e assim por diante".
Al-Gamal também está a incentivar o governo a processar o Estado judeu e a exigir indemnização sob a forma de "materiais preciosos" usados ​​pelo povo judeu durante esses tempos.
"Nós queremos uma indemnização em ouro, prata, cobre, pedras preciosas, tecidos, couros, madeira, carne de animais, peles, lã, e outros materiais que eu vou mencionar, ao citar a Torá. Todos estes são materiais que os judeus usavam nos seus rituais. Estes são recursos que não podem ser encontrados no deserto, a menos que os levassem antes da sua partida."
O perturbado jornalista  também está a ameaçar a Turquia pela invasão do Egipto durante o Império Otomano, no século XVI; a França pela invasão de Napoleão, em 1798; e a Grã-Bretanha pelos seus 72 anos de ocupação. 
Embora tal pedido seja considerado ridículo no Ocidente, é difícil dizer se o governo egípcio vai levar esta demanda a sério.

- Achou graça? Talvez não ache tanta depois de ler este post!

- Curiosamente, o jornalista não se pronuncia sobre as sangrentas invasões muçulmanas que islamizaram à força uma fatia impressionante do globo. Aqui na Europa duraram séculos, e deram uma trabalheira a rechaçar. Mas isso, já se sabe, é a jihad, a guerra santa que leva a luz do Islão aos infiéis...

--------------------------

Actualização:  Há aqui a registar um desenvolvimento verdadeiramente surrealista! Juramos ter pensado esta era a mentira de 1º de Abril do Shalom Life, mas começamos a temer que seja mesmo verdade! Pelo sim, pelo não, uma leitora do Shalom Life sugere que os judeus peçam uma indemnização aos egípcios pelo trabalho escravo na construção das pirâmides! Que todas as desgraças fossem estas, mas estamos verdadeiramente curiosos. Se for verdade, não nos espantaria. Vide, por exemplo:

Mulher que vai ao mar, vai adulterar!


2 comentários:

  1. Hmm, hoje é dia 1 de Abril... Apesar de este post ter sido escrito ontem.
    A noticia é tão ridicula que não acredito que seja verdadeira. Pf, amanha pode confirmar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu espero ardentemente que seja uma peta do 1º de Abril, da parte do Shalom Life. Eu entendi-a assim, mas até estou com medo que não seja! :-)

      José de Jesus

      Eliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.