domingo, 13 de setembro de 2015

Trump e Cruz arrasam acordo nuclear com o Irão


Vídeo removido pelo lóbi islamofascista.

Discurso de Donald Trump no comício "PAREM O IRÃO!"

Os candidatos presidenciais republicanos Donald Trump e Senador Ted Cruz criticaram o acordo nuclear com o Irão no comício "Parem o Irão" em Washington, enquanto o Líder Supremo do Irão, o aiatolá Khamenei, lançava novos comentários no Twitter atacando Israel e os EUA.

"Somos liderados por pessoas muito, muito estúpidas", disse Trump, que é actualmente o principal candidato do Partido Republicano nas sondagens. Trump classificou o acordo como "incompetência" e citou as novas declarações feitas quarta-feira por Khamenei, que postou no Twitter que Israel "não durará mais 25 anos."


O aiatolá Khameini, líder do país recordista no patrocínio do terrorismo global, anunciou ao Irão a "rendição das superpotências", o "ocaso do poderio norte-americano" e a "ascensão do Irão a superpotência".


O tweet incluiu uma foto mostrando o aiatolá aparentemente caminhando sobre uma bandeira de Israel, com uma citação de um discurso seu: "Se Alá quiser, não haverá regime sionista dentro dos próximos 25 anos. Até lá, a luta, a moral, o heroísmo e a jihad, não vão dar nem um momento de descanso aos sionistas".
 

Khamenei também repetiu a frequente referência iraniana aos EUA como o "Grande Satã": "Gostaríamos de negociar e chegar a acordo em diferentes níveis - de Estado, religião e grupos étnicos - com todos os países, menos o Grande Satã ", twittou Khamenei.


O "Punho de Ferro"  é um cartaz de propaganda iraniana, com um gigantesco punho feito de bombas nucleares. Khameini posta-o regularmente no twetter, com outros de igual "bom gosto".


"Ficámos a saber há pouco que ele disse que Israel deixará de existir dentro de 25 anos ... Ele também disse, em termos muito, muito fortes, que este é o fim das relações com os Estados Unidos... Então, eles enganaram-nos, eles tomaram o nosso dinheiro , eles fizeram-nos de parvos, e já estão novamente a ser quem são. Eles não querem que Israel sobreviva... com uma liderança incompetente como a que temos agora, Israel não vai sobreviver ", disse Trump. 



Mais "bom gosto":  Um dos tweets de Khameini diz que se houver guerra em consequência deste acordo, "quem emergirá como derrotado serão os agressivos e criminosos Estados Unidos". Ao lado, uma imagem de Obama a cometer suicídio.

No seu próprio discurso no comício, Cruz disse que os partidários do acordo nuclear com o Irão não serão capazes de "lavar" o sangue das suas mãos, como resultado das consequências do acordo, que os críticos dizem que permitirá ao Irão usar o alívio das sanções  para patrocinar o terrorismo em todo o Médio Oriente.


Discurso de Ted Cruz no comício "PAREM O IRÃO!".


"Qualquer Comandante-em-Chefe digno de defender esta nação deve estar preparado para se levantar em 20 de Janeiro, 2017, e rasgar em pedaços este acordo catastrófico", disse Cruz, que chamou ao acordo "a maior ameaça à segurança nacional que a América enfrenta."

Por: JNS.org

Breve comentário:


É muito bom constatar que, de 33% de norte-americanos que aprovavam o acordo nuclear em Julho, a percentagem caiu agora para 21%, segundo sondagem do Pew Research Center. Mais difícil será a eleição de qualquer candidato decente, pois os 'media' em peso estão a fazer uma campanha odiosa, que os ridiculariza e vilipendia. A propaganda à S.ra Clinton, marioneta de Obama, é intensa. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.