quarta-feira, 26 de junho de 2013

O pecado da Felicidade!

Ainda hoje, foi notícia a morte de uma mulher e das suas duas filhas de 15 e 16 anos, no Paquistão. Foram executadas pelo meio irmão, ajudado por quatro amigos. O crime cometido pelas meninas foi o de terem feito um vídeo em que assistiam alegres à chuva que caia sobre a relva. A alegria demonstrada desonrou a família, e a única maneira de a restaurar foi assassinar as meninas depravadas e a mãe que não soube dar-lhes a devida educação, prevenindo-as contra o pecado da felicidade!


91% dos "crimes de honra" no mundo são cometidos por muçulmanos. Pode vir o Sr. Sheik David Munir explicar que isso não é o Islão, e que é uma pequena minoria que pratica o terrorismo, mas 91% dos "crimes de honra" no mundo são cometidos por muçulmanos.

Aqui, por exemplo, temos uma mulher que ouve calada as acusações de "adultério" proferidas pelos taliban afegãos e a seguir é abatida. Não houve "adultério" nenhum, o que se passou foi que dois comandantes dos terroristas, perdão, dos estudantes de Teologia, estavam interessados nela, e optaram por uma justiça Salomónica. Mas com um fim islâmico, claro.


Aqui foi uma rapariga de 18 anos, xiita, que resolveu apaixonar-se por um muçulmano sunita. Foi apedrejada até à morte.




Aqui nos Estados Unidos, um pai muçulmano matou as filhas menores por estas... namorarem:

 

Aqui são quatro raparigas muçulmanas da Somália que atacam uma rapariga em leicester, Reino Unido, aos gritos de «MATEM A P*** BRANCA!!!»:

 


Poupamos os nossos leitores a mais vídeos. É fácil encontrá-los, às centenas, no youtube e noutros lugares. Não se pense que isto são "casos isolados". Os crimes de honra são regra no Islão.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.