terça-feira, 5 de abril de 2016

Bélgica: "Judeus, lembrem-se do massacre de Khabar!"



Monstros sanguinários à solta na Europa. Adeus, Europa.

Bélgica: Quando os islamistas gritavam impunemente cânticos anti-semitas: "Judeus, lembrem-se do massacre de Khabar!" sob a bandeira de Daesh!

A Bélgica acordou agora para o grau de desenvolvimento do Islão radical. No entanto, as autoridades belgas deixaram os islamistas espalhar o seu ódio em bairros predominantemente muçulmanos.

Neste vídeo, de uma manifestação islamista em Borgerhout, perto de Antuérpia, um pregador exorta os jovens gritando cânticos anti-semitas, aos 14 minutos: "Judeus, lembrem-se do massacre Khabar!" (em memória do extermínio dos judeus pelo profeta Maomé). Tudo isto impunemente, perante as câmaras e os fotógrafos... enquanto exibem orgulhosamente a bandeira do Estado Islâmico.

O pregador islâmico em questão é um conhecido recrutador do Daesh, para a Jihad na Síria ... 

Como é que as autoridades belgas deixaram este tipo de pregadores do ódio actuar livremente?

Em França podem ver
-se as mesmas cenas, com cantos anti-semitas camuflados como "pró-palestinos", na frente de dezenas de polícias, que não se atrevem a intervir.





Enquanto foram apenas os judeus o alvo do supremacismo e do terrorismo, ninguém se preocupou. E mesmo agora, que os seres humanos propriamente ditos começam também a sofrer os efeitos da islamização, o Poder não se preocupa muito. Muitos Governos da Europa são-no graças ao voto muçulmano.

Também a ideia - bastante popularizada - de que se deixarmos os bárbaros aniquilarem os judeus eles nos pouparão, é errada. As autoridades europeias e a esquerdalhada dos media têm-se rojado aos pés dos islamistas e têm-lhes feito todas as vontadinhas, condenando Israel por este EXISTIR. Em vão. O Islão manda matar TODOS os não-muçulmanos.


http://www.europe-israel.org/

1 comentário:

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.