domingo, 25 de junho de 2017

Crianças do Massacre de Manchester "tiveram o que mereciam"



Suspeito de terrorismo diz que as crianças mortas no Massacre de Manchester "tiveram o que mereciam"

Um suspeito de terrorismo islâmico disse que as crianças inocentes mortas no atentado suicida na Manchester Arena "tiveram o que mereciam".

Os comentários repugnantes de Rachid El Omari foram proferidos durante uma audiência judicial em Espanha, onde foi internado na prisão enquanto uma investigação sobre um plano de ataque terrorista continua.
O homem de 32 anos é acusado de planear um ataque terrorista em Madrid e recrutar novos membros para o ISIS.

O juiz Ismael Moreno disse: "A sua identificação com a ideologia da organização terrorista Daesh levou-o a justificar os ataques terroristas em Dezembro na França".

"Ele afirmou afirmou que as crianças tiveram o que mereciam e que aqueles que, como ele, juraram lealdade ao Califado têm como missão defender o Islão e converter a todos, pois o Corão diz que aqueles que não querem converter-se ao Islão são infiéis e devem morrer".


"Ele disse as mesmas coisas após o ataque terrorista em Manchester, no dia 22 de Maio, que não se preocupava com as crianças que foram mortas, 'porque é o que merecem e ninguém se preocupa com as vítimas da guerra na Síria'".
Ele continuou: "E aqui, algo pior vai acontecer!". Ele também mostrou o seu interesse em armas, perguntando-me: "Você saberia como fazer uma bomba?".

Vinte e duas pessoas foram mortas no atentado suicida após um concerto Ariana Grande, incluindo uma série de crianças - tendo a vítima mais nova apenas oito anos de idade.
El Omari foi preso num apartamento em Madrid, juntamente com o seu primo de 32 anos e um amigo de 37 anos, acusados de se juntarem ao ISIS.

A Polícia disse que apreendeu diverso material, incluindo um manual para terroristas suicidas.

Acredita-se que os investigadores encobriram os comentários doentios constantes das escutas telefónicas e conversas online.

METRO.UK

--------------------------------



Algumas vítimas do massacre no concerto de Ariana Grande - criámos uma pequena secção dedicada ao Massacre de Manchester.


Para os que acham que o terrorismo não tem nada a ver com Islão, um pregador muçulmano diz a verdade.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.