segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

ISIS volta a ameaçar Portugal (e agora, ainda somos doidos?)



Na Europa, em plena luz do dia, hordas de bárbaros islamistas ameaçam os europeus com a extinção, garantem que nos matarão e tomarão as nossas mulheres como troféus de guerra. Clérigos e líderes muçulmanos em todo o Mundo subscrevem a intenção do domínio global islâmico. Quem se insurge contra o terrorismo e a invasão, arrisca perder o emprego, ser processado e preso.
 

Quando nós, e muitos outros, divulgámos algumas das muitas ameaças de reconquista da Península Ibérica pelos bárbaros islamistas, e chamámos a atenção para que estamos a seguir a Israel na lista de territórios que eles querem reaver, muita gente nos chamou "doidos", "conspiracionistas", "alarmistas", e afins.
 
Porque somos media alternativa, "não temos credibilidade". Mas agora, que a Imprensa "séria" já é obrigada a admitir a realidade, ainda somos doidos?
 
A notícia abaixo vem hoje no Jornal de Notícias, mas não falta informação devidamente comprovada por vídeos, testemunhos credíveis, pelos mais diversos meios, de que o terrorismo islâmico avança, que o genocídio dos "infiéis" avança de forma brutal, que há gente atrozmente queimada e enterrada viva por não querer converter-se, e que Portugal e Espanha estão em lista de espera:
 


 
Estado Islâmico refere Portugal em nova ameaça 

Um vídeo difundido pelo autoproclamado Estado Islâmico (EI), que mostra a execução de cinco pessoas, no Iraque, mostra um terrorista a proferir uma ameaça à Península Ibérica.

"Juro que pagareis um preço muito alto e que o vosso final será muito doloroso. Se Deus quiser, recuperaremos Al Andalus", nome dado à Península Ibérica pelos conquistadores islâmicos, no século VIII.

Cidades que, ainda hoje têm uma forte marca muçulmana, são referidas no vídeo. "Nenhum muçulmano pode esquecer Córdova, Toledo e Játiva [em Valência]. Há muitos muçulmanos fieis que juram recuperar Al Andalus", diz um militante do EI. No vídeo, de cerca de oito minutos, garante que a "Península Ibérica jamais será esquecida".

O jiadista, de traços físicos ocidentais, fala em francês. "Al Andalus tem paciência. Não eras espanhola nem portuguesa, mas sim muçulmana", ouve-se no vídeo, filmado nos escombros de um edifício em Ninev, no norte do Iraque, aparentemente derrubado pelos ataques aéreos da coligação internacional.

"Vocês, os infiéis, achavam que acabavam com o Estado Islâmico com ataques aéreos, mas estão espantados e assustados com a força do califado", diz o jiadista, repetindo a ameaça de intensificação dos ataques terroristas.

"O que está para vir fará esquecer os ataques de 11 de setembro (de 2001, EUA) e de Paris (13 de novembro de 2015)", diz o terrorista, citado pela imprensa espanhola. "Vocês atacaram-nos no passado e agora somos nós que vos atacamos", acrescenta.

Esta não é a primeira vez que o EI cita Península Ibérica entre os objetivos. Em novembro, após os ataques de Paris, um vídeo dos terroristas de Abu Bakr al Bagdadi ameaçava Espanha. "Queremos conquistar Paris, antes de Roma e a Península Ibérica".


 

------------------------------------------

O Ocidente está nem negação. Mais depressa as pessoas vão à Internet ver o resultado de um jogo de futebol ou quem foi expulso do Big Brother, do que o Holocausto global que o Islão está a realizar, mais uma vez. Há milhares de horas de filmagens de atrocidades cometidas pelos terroristas contra os infiéis, mas como a TV não mostra, não vale a pena a gente preocupar-se:
 

 
Eles invadiram a Península Ibérica e Israel; os povos nativos reconquistaram a independência, mas o Islão exige que terra que foi conquistada pelo Islão seja para sempre muçulmana. Tal como a morte é a punição para quem deixa de ser muçulmano. Mas é também a punição para quem não quer ser muçulmano.
 
"E mata-os onde quer que os encontres, e expulsa-os de onde te expulsaram"- Alcorão (2:191)
 
ALGUNS AVISOS QUE FIZEMOS:


 
 
 
 
 



 «O Islão NÃO É uma religião» - e não somos nós que o dizemos. São ELES!
"Temos de dizer ao Ocidente que estamos a estender-lhe a mão em paz, agora - mas que não será assim por muito tempo. Mesmo quando uma civilização está pronta a desmoronar-se (como está a acontecer agora no Ocidente, com todas as características de deterioração dos últimos impérios caídos), eles não cairão até que nós, os muçulmanos, nos esforcemos para lhes dar esse último empurrão, a última palha que vai dobrar as costas do camelo".
 Tareq al-Suwaidan, muçulmano «moderado».
 
 
"Está na hora meus irmãos. Está na hora de demonstrar ao mundo a força do islamismo e de combater os infiéis! O plano está traçado e preparado. Iremos tomar conta de portugal e deste povo fraco e levaremos o nosso Islão ao mais elevado patamar do desejo do Senhor!"

Proclamação no site da Comunidade Islâmica de Lisboa 



P.S. - Esta é apenas uma das mesquitas em projecto para Portugal - E em Palmela há uma escola que forma imãs.

P.P.S. - Para os leitores que possam estar menos a par destes assuntos, esclarecemos que o ISIS, o Estado Islâmico, o Daesh, o Califado Global, são uma e a mesma coisa: são um Estado Muçulmano, governado pela lei sharia, que já ocupa grande parte da Síria, do Iraque, da Líbia, e de outros países muçulmanos, e que tem já enclaves até aqui na Europa, ameaçando expandir-se ao globo inteiro. O modo de propagação é o terrorismo e o genocídio.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.