quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Jihad contra os bonecos de neve


Islão: 32,354 ataques terroristas contabilizados, desde o 11 de Setembro.

Só na semana de 30 de Dezembro a 5 de Janeiro, o Islão matou  220 pessoas e feriu gravemente 230, em 39 ataques que atingiram 14 países. Em actualização permanente.  
Sem contar com a tortura, o estupro, as mutilações, as execuções judiciais ao abrigo da sharia e todo o cortejo de horrores que caracteriza a Religião da Paz há 1400 anos. 
Parece por isso ocioso falar-se da nova jihad contra os bonecos de neve. 
Mas não é. Porque a mentalidade que proíbe  os bonecos de neve, é a mesma que proíbe tudo o que não seja maometano, incluindo, por exemplo, imagens religiosas cristãs:


Muçulmanos em Itália destroem e urinam sobre estátua da Virgem Maria - Raymond Ibrahim.

E se fossem apenas as estátuas e os bonecos de neve que o Islão proibisse, não estaríamos muito mal. Problema maior é que o Islão ordena que os seus seguidores exterminem os não muçulmanos.

Consulte:

Islão - O que o Ocidente Precisa Saber 


PREGADOR MUÇULMANO AVISA: "Aproveitem a neve, mas não se atrevam a fazer um boneco de neve"

Pregador islâmico britânico diz que construir um boneco de neve (considerado um ídolo, um falso deus) é perigoso e proibido (haram) no Islão... a menos que se lhe corte a cabeça.

 

The Guardian - "Na verdade, há alguns anos, um proeminente clérigo da Arábia Saudita lançou uma controvérsia global ao emitir um decreto religioso que proibia a construção de bonecos de neve, descrevendo-os como anti-islâmicos, porque podem parecer-se com seres humanos".


 

Questionado num site religioso sobre se era permitido que os pais construíssem bonecos de neve para os  seus filhos depois de uma tempestade de neve no norte do país, o Sheikh Mohammed Saleh al-Munajjid respondeu: "Não é permitido fazer uma estátua de neve, mesmo por diversão".
Citando os estudiosos muçulmanos, Munajjid argumentou que construir um boneco de neve era criar uma imagem de um ser humano, uma acção considerada pecaminosa segundo a interpretação estrita do Islão sunita.



 Via BARE NAKED ISLAM, um site que aconselhamos vivamente!


No Islão é tudo proibido (haram). Desde o Rato Mickey (que já recebeu sentença de morte, até ao Mar (porque toca nas partes íntimas das mulheres muçulmanas), passando pelas sanitas , passando por tudo o resto em geral. 
O Islão só não odeia pequenas coisas sem importância, como estuprar, torturar e matar os infiéis, espancar e escravizar sexualmente as mulheres e as crianças, extinguir os povos "infiéis", o canibalismo, a necrofilia, etc..
O problema com mais esta jihad - desta vez contra os bonecos de neve - é que os maometanos têm por dever religioso impor a sua ideologia aos "infiéis". De modo que um dia destas ainda começam a decapitar os bonecos de neve... e quem os faz.



Maomé proibiu as estátuas: proíbam-se as estátuas:




O Fosso Civilizacional Ocidente x Islão



Maomé não usava sanita: proíbam-se as sanitas:


A Jihad Islâmica Contra as Sanitas



Relativamente à sábia lição do clérigo sobre os bonecos de neve, alguém argumentou que quem faz um boneco de neve não está a prestar culto ao boneco, mas as respostas não se fizeram esperar:

 «Estejam ou não as pessoas a adorar a imagem, não tem nada a ver com a decisão da sunnah, como é relatado em 'Aisha radhiallahu anha: o Mensageiro de Allah, sallallaahu'alaihiwasallam, voltou de uma jornada, quando eu coloquei uma cortina com imagens sobre a porta do meu quarto. Quando o Mensageiro de Alá, sallallaahu'alaihi, a viu, ele arrancou-a e disse: "As pessoas que receberão o castigo mais severo no Dia da Ressurreição serão aquelas que tentam fazer o semelhante à criação de Alá". [Bukhari]. Aisha certamente não estava a adorar as imagens na sua cortina, então não tem nada a ver com a proibição de adorar imagen - escreveu um maometano.
Aisha, a esposa de 6 anos de Maomé é uma inesgotável fonte de sabedoria...
E o nível filosófico do debate sobe, pois aparece um entendido sobre o que é e não é haram
«Vejam as coisas assim: trata-se de um HOMEM de neve. Um HOMEM criado a partir da NEVE. A "criação" de um "HOMEM" da neve ... é haram ... e quem fez esse "boneco de neve"? Nós não sabemos porque é que alguém o fez. As pessoas que o fizeram podem tê-lo feito para o adorar.»
Exactamente! O mais certo é as pessoas que fazem bonecos de neve prestarem-lhes culto religioso! 


Pecadores prestando culto a um boneco de neve.


«Nesse caso teremos que destruir todas as representações gráficas de coisas reais, teremos também que deixar de ver televisão, por exemplo», argumentou alguém. 
Mas a lógica científico-filosófica maometana não se atrapalhou:
«As TVs são como espelhos, criam reflexos / imagens. Tenho a certeza que olhar ou fazer um espelho não é haram».
Um jovem que se intitula MUSLIM FOR LIFE, está preocupado, e pergunta:
«Será que é haram fazer imagens? É que tenho aulas de arte na escola?».
E assim, em computadores do século 21, vai prosseguindo a discussão que já era imbecil no século 7 maometano. 
É haram, não é haram? Quase TUDO é haram, menos o que que o resto mundo considera repugnante - assassinato, genocídio, tortura, pedofilia, estupro, escravatura sexual, necrofilia, canibalismo, etc..
Mas, por mais haram que uma coisa seja, deixa de o ser se os altos interesses do Islão estiverem em jogo. É proibido fazer bonecos de neve porque Maomé proibiu as imagens. Mas os cartazes do ISIS com a imagem do Cristiano Ronaldo a ser degolado, já não são haram:


Sim, porque o Cristiano Ronaldo, como não poderia deixar de ser... também é haram!


O Islão é totalmente intolerante.  
O Islão é por natureza irreformável e incompatível com a Humanidade. 
O Islão determina que quem tente reformar o Islão, deve morrer. 
O Islão determina que quem queira abandonar o Islão, deve morrer. 
O Islão determina que quem recusa converter-se ao Islão, deve morrer.


Maomé proibiu os infiéis: matem-se os infiéis:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários estão desactivados. As nossas desculpas.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.