domingo, 14 de agosto de 2016

O Terceiro Templo erguer-se-á em breve

Não perca o vídeo mais abaixo neste post. A partir do minuto e meio é especialmente comovente.

Todos os anos os judeus choram a destruição do Bais Hakmikdash, o Templo Sagrado de Jerusalém, destruído por duas vezes neste dia, pelos Babilónios e pelos Romanos.
Na sociedade actual, em que se vive confortavelmente e com liberdade religiosa, é difícil lamentar a perda de algo que não se experimentou pessoalmente. Será a perda do Templo apenas mais um triste capítulo nos anais da História, que os judeus comemoram a cada ano? Ou mesmo hoje, séculos depois, é algo que realmente tem lugar nas vidas deste povo?
O filme Silver Linings traça as raízes do Bais Hamikdash, começando muito antes de a primeira pedra ter sido lançada em Jerusalém. A história começa com uma única pedra, uma simples pedra, que desempenhou um papel fundamental na jornada do Patriarca Jacob, que,  divinamente inspirado pela famosa visão simbólica dos anjos subindo e descendo uma escada, estabeleceu as bases para a nação judaica.
Essa mesma pedra tornou-se uma fundação de outro tipo, imbuída de uma santidade especial, pois tornou-se parte do Primeiro Templo e depois do Segundo. Contra todas as probabilidades, a pedra sobrevive à destruição que tomou o local mais sagrado de Jerusalém, não uma, mas duas vezes, em última análise, resistindo para dar testemunho da eternidade do povo judeu.
Se não está a par da História dos Templos, veja sff:

Um Templo, Dois Templos, Três Templos

Se não está a par da História da Destruição dos Templos, veja sff:

Tisha B'Av - o que é?

O Dia Mais Triste do Ano

Se quer antever a reconstrução do Templo, seja sff:

Os Filhos de Israel estão prontos


Protagonizado por Adam Margules e Chaim Leibtag, Silver Linings, uma produção dirigida por Daniel Finkelman, e co-dirigida por Aharon Orian, em conjunto com o American Friends of Ateret Cohanim compartilha a viagem da pedra, desde os tempos Bíblicos até hoje.
Esta história comovente é um testemunho pungente de que, ainda hoje, os judeus continuam firmemente ligados ao Bais Hamikdash e aos seus antepassados, ​​e é um lembrete emocionante de que aqueles que realmente choram Jerusalém terão um dia o mérito de ver a cidade reconstruída em toda a sua glória com a vinda do Mashiach.


Para mais informações, escreva para jeruchai@gmail.com ou visite o site Jerusalem Chai.
- Texto traduzido e adaptado por nós.
Goste-se ou não, acredite-se ou não no Deus de Abraão, Isaac e Jacob, todas as profecias têm sido integralmente cumpridas, o Terceiro Templo erguer-se-á, e o Messias dos judeus também. E teremos o início de uma Era de Paz para todas as nações. Quem não gostar, não reclame connosco, reclame com Deus...


P.S. - Todos os povos constroem nos seus países os templos das suas religiões. Mas a reconstrução do Templo de Jerusalém (o Templo da primeira religião monoteísta da História) provoca tumulto global. Dá que pensar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.