terça-feira, 16 de agosto de 2016

Muçulmanos atacam judeus no Monte do Templo (como sempre)

Os terroristas tinham avisado e cumpriram...
Centenas de fiéis judeus subiram ao Monte do Templo, hoje, (Tisha b'Av - 14 de Agosto de 2016), para assinalar calmamente e solenemente o 1946º aniversário da destruição do Templo Sagrado às mãos dos Romanos, no ano 70 dC.

A presença judaica no Monte do Templo e o testemunho inegável da ligação eterna entre a nação de Israel e o Monte do Templo, que Deus escolheu, segundo a Bíblia ( e conforme é aceite por cristãos e muçulmanos).
A presença de judeus no local do Templo Sagrado - o local mais sagrado do Judaísmo - é aparentemente uma afronta à rede de mentiras e enganos* que o Islão teceu a respeito do Monte do Templo, negando qualquer ligação judaica com o Monte do Templo, e reivindicando direitos muçulmanos exclusivos sobre toda a Terra de Israel (e sobre todo o Mundo).

* - A verdadeira mesquita de Al Aqsa não fica em Jerusalém - 3

Quando confrontados com as provas indesmentíveis, evidentes, óbvias, irrefutáveis, da milenar presença judaica no Monte do Templo, os muçulmanos recorrem sempre ao seu argumento preferido: a violência.
A  filmagem abaixo foi feita pelos muçulmanos.
No canal Youtube to Instituto do Templo pode conferir mais imagens da violência islâmica no Monte do Templo, fruto da sua incurável obsessão com os judeus, com Israel e com os seus lugares mais sagrados, que destroem e profanam sistematicamente.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.