segunda-feira, 2 de março de 2015

O Pior Inimigo de Israel





O pior inimigo de Israel à face da Terra está na Casa Branca

Nunca pensei que um dia iria escrever um título como este que dei a este artigo.
Mas hoje, tenho que reconhecer a realidade como ela é.

Esperava o pior de Barack Obama, a partir do momento em que ele foi eleito. Barack Obama foi ainda pior do que eu imaginava. E tem ainda dois anos de mandato.

Eu sabia que Obama odiava Israel, e escrevi-o.
Barack Obama odeia Israel mais do que eu pensava.

Considero agora que, sob a sua presidência, as engrenagens estão montadas para levar à destruição de Israel.

O acordo iminente entre Obama e os mulás iranianos* parece prestes a ser finalizado. Se este for o caso, isso significará que o Irão será uma potência com armas nucleares,  totalmente livre para usar o terrorismo para atingir os seus fins.

* Nota nossa: O autor refere-se às negociações do grupo P5+1, que estão prestes a conceder armas nucleares ao Irão, Ver etiqueta IRÃO. O Irão anda há anos a ameaçar destruir Israel e nós temo-lo demonstrado, com vídeos de discursos dos líderes, manifestações em massa e estudo da escatologia muçulmana.
Os mulás sabem que o país muçulmano que destruir Israel tornar-se-á a grande potência indiscutível no mundo muçulmano para as próximas décadas. Eles querem estar lá. E, é terrível de se dizer, Obama sabe disso, e aceita-o.

- Muitas vezes o temos lembrado...

Obama está disposto a sacrificar Israel no altar da reconciliação EUA-Irão. Esta reconciliação também é prejudicial para os Estados Unidos, é claro, mas o único país que Obama  odeia (quase) tanto quanto Israel são os Estados Unidos.


Obama e sua administração escondem de Israel dados essenciais do acordo que está a tomar forma. Os mulás iranianos são tratados como parceiros por Obama. Israel é tratado como uma potência inimiga.

Obama fez todos os possíveis para que Netanyahu não fosse falar perante o Congresso dos Estados Unidos, pressionou os democratas no Congresso para boicotarem o discurso de Netanyahu, enviou os seus principais conselheiros de comunicação a Israel para contrariarem a popularidade de Netanyahu e instalarem um governo a seu soldo em Jerusalém, e pretende agora  boicotar a conferência anual da AIPAC. Nada disto é ignorado pelos mulás.

 Conferência anual da AIPAC,(American Israel Public Afairs Committee )2013.
 
Obama tem a intenção de desestabilizar o máximo que puder o poder do inimigo.

Porque ele é a cabeça do que resta da primeira potência mundial, porque ele age como age, porque ele faz o que faz, porque ele quer um Irão nuclear, porque trata Israel desta forma, Obama é mais perigoso para Israel do que os mulás. É mais perigoso para Israel do que todos os movimentos islâmicos. Na verdade, ele é hoje o pior inimigo de Israel à face da Terra.
É deplorável que haja políticos israelitas a soldo de Obama (a lista Herzog-Livni), é vergonhoso para eles e demonstra que são gente sem honra nem escrúpulos. Que esses políticos ousem nomear a sua lista anti-israel como "sionista" vai para além da desonra e ausência de escrúpulos.
Que, com base num relatório ridículo e preconceituoso sobre as despesas do primeiro-ministro e sobre depósitos de garrafas* com a cumplicidade dos grandes meios de comunicação israelitas, esses políticos esperem ganhar as eleições, que demonstra que tomam os eleitores israelitas por cegos e suicidas.
 - Ficou famosa, em 2013, uma célebre e surrealista campanha contra as despesas de Netanyahu em gelados!
Porque amo Israel e o povo israelita, espero por um momento de lucidez antes das eleições. E estou ansioso pelo discurso de Binyamin Netanyahu no Congresso. Há homens que marcam a história do mundo. Binyamin Netanyahu é um desses.

 Guy Millière, 27 de Fevereiro de 2015



"Uma nação pode sobreviver aos seus idiotas, e até mesmo aos seus gananciosos. Mas não pode sobreviver aos seus traidores. Um inimigo fora de portas é menos temível, porque é conhecido e erqgue a sua bandeira abertamente. Mas o traidor que se move dentro de portas livremente, os seus sussurros manhosos espalham-se pelos becos, e são ouvidos nos próprios corredores do governo. Esse traidor não parece um traidor; ele fala em tom familiar às suas vítimas, eexpõe a sua face e os seus argumentos, e apela para a baixeza que se encontra no ais profundo do  coração de todos os homens. Ele apodrece a alma de uma nação, ele trabalha em segredo, e no meio da noite para minar os pilares da cidade, ele infecta o corpo político para que ele não possa mais resistir. Um assassino é menos de temer. O traidor é uma praga."

Marco Túlio Cicero, 106 aC-43 dC



 - Netanyahu está nos Estados Unidos, numa acção decisiva para o futuro do Mundo Livre, uma última tentativa para parar a nuclearização do Estado terrorista do Irão, que significaria a extinção de Israel, conforme repetidamente anunciado pelo regime islâmico do Irão.

Apelamos aos nossos leitores crentes em Deus para que dirijam as suas orações para esta missão do Primeiro-Ministro de Israel. Será o discurso mais importante após a II Guerra Mundial. O êxito de Netanyahu poderá evitar uma guerra de proporções e consequências incalculáveis.

1 comentário:

  1. Espero que o bom senso vença e ele consiga deter essa loucura. Irão com armas nucleares será o fim.

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.