quarta-feira, 25 de março de 2015

Notícias para uns, silêncio para o Al-Público

Pois é, o Boko Haram raptou mais 500 mulheres e crianças nos últimos dias. Sim: 500 crianças e mulheres raptadas. Não, não é engano: foram 500 mulheres e crianças que foram raptadas.

a bambi da Casa Branca convicta de que o mal se comove com emoções falsas

Enquanto esperamos por mais uns olhos de cordeirinha mal morta da senhora Obama, há um "jornal" que, pura e simplesmente, ignora esse facto (se é que não o festejou com umas jolas e tremoços aceites pela sharia), talvez imaginando que 500 pessoas raptadas são um mero número estatístico. Isso não é só triste: é nojento: é desejar ocultar as atrocidades cometidas pelos muçulmanos devotos. Nojento! Que "jornal" é esse? Ainda há dúvidas?
 
o pasquim que ganhará o (b)ós(t)ar para melhor meio de desinformação sobre o islão

1 comentário:

  1. Confesso que já ganhei nojo dessa folha de couve. Um nojo físico, de vómito, mesmo. Disseram-me que eles cancelaram as hiperligações a blogues porque estavam a levar muito nas lonas aqui da equipa, e a serem cada vez mais conhecidos como Al-Público, o órgão desinformativo da jihad no Al-Andalus Ocidental... Que acabe de vez esse pasquim islamista são os meus votos.

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.