quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Mais sinais dos tempos

Enquanto a jihad global prossegue e o Mein Kampf volta ser best-seller mundial (no mundo islâmico sempre foi), a distracção ideal para todos este escândalo é boicotar Israel. 

Porquê boicotar Israel? Porque o anti-semitismo não acabou quando acabou oficialmente o  Nazismo. 

Quem boicota Israel? John Kerry/Barack Hussein Obama, por exemplo:

 Thumbnail image for kerry_john.jpg
"Sob Barack Obama , os EUA são um aliado tão confiável aliado de Israel como o Paquistão é de os EUA."
Robert Spencer no Jihadwatch


"Relatório: Kerry por detrás dos boicotes europeus a Israel" 
por Ari Yashar para Israel National News, 7 de Janeiro :

    Fontes governamentais relatam que o secretário de Estado dos EUA John Kerry está por trás do boicote europeu a produtos israelitas e das ameaças de terrorismo sobre as empresas que operam na Judeia, Samaria, Jerusalém Oriental e Montes Golã.

    A UE publicou directrizes em Julho passado, para boicotar empresas israelitas que operam sobre as linhas de armistício de 1949.

    Na época, Kerry fez azedas ameaças; assim que as negociações de paz falharem, ele pretende abrir as comportas e estimular boicotes internacionais totais contra Israel, relata a Galei Tzahal (IDF Radio).

    A Autoridade Palestina (AP) informa que em Setembro do ano passado Kerry pressionou a UE para proceder a boicotes, de modo a empurrar Israel para negociações de paz. Este relatório traz novas revelações sobre a manipulação de Kerry e os boicotes anti-Israel.

    O secretário da Defesa Moshe Yaalon disse hoje que Israel estava a tentar prolongar as negociações de paz para além dos determinados 9 meses.
"É claro para nós que há grandes disparidades - e isso não é novidade - mas é do nosso interesse, certamente, continuar as negociações e continuar a trabalhar para estabilizar a posição na relação entre nós e os palestinos", Ya'alon comentou.

Enquanto isso, um alto funcionário da AP foi recentemente entrevistado na TV síria, admitindo que esta vai ser simplesmente a "primeira etapa" para aniquilar Israel completamente.
(...)

- Oportunamente contamos divulgar algumas reacções dos árabes à libertação de terroristas por Israel. Cada negociação de paz é oportunidade para mais terrorismo contra Israel, na esperança confessa de varrer a nação do mapa.

--------------------------------------------------

Documentário de Alfred Hitchcock sobre o Holocausto finalmente restaurado e divulgado. Somos a Pátria de Aristides de Sousa Mendes. Espero que Portugal não alinhe nesta onda de neo-nazismo que varre o mundo, como é habitual em tempos de crise.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.