quinta-feira, 23 de julho de 2015

"Stop Iran Now" - manifestação em NY


 

Comício em Nova Iorque reúne milhares de pessoas que exigem que o Congresso rejeite o acordo nuclear com o Irão

Dezenas de organizações, incluindo a United With Israel, reuniram 12.000 pessoas
comício "Stop Iran Now"  em Nova Iorque, em protesto contra o acordo nuclear.

Cerca de 12.000 manifestantes reuniram-se na Times Square em Nova Iorque para exigir que o Congresso rejeite o acordo nuclear iraniano. Foi a maior manifestação na História da Times Square.O protesto contou com alguns dos principais nomes da política dos EUA no Médio Oriente e da política de Nova Iorque, incluindo o professor emérito de Direito de Harvard, Alan Dershowitz  e o ex-Diretor da CIA, James Woolsey.
A United With Israel esteve entre as dezenas de organizações participantes.
Dirigindo-se à manifestação "Stop Iran Now", Dershowitz disse: "Eu estou aqui como democrata e liberal, e exorto os meus colegas democratas e liberais a estarem juntos, ombro a ombro." 
Dershowitz criticou a administração Obama por ter ignorado o Congresso durante as negociações com o Irão, dizendo: "Essa não é a forma como a democracia deve funcionar." E elogiou o comício como uma "grande demonstração de democracia em acção."
- Lembramos que, numa acção inédita, Obama levou o acordo nuclear à ONU (onde mandam as ditaduras comunistas e islamistas) em vez de o levar ao Congresso primeiro, como é norma.

O ex-Procurador distrital de Manhattan, Robert Morgenthau, descreveu a oposição ao acordo nuclear como "não apenas uma questão estratégica, mas uma questão moral", acrescentando: "Em face das ameaças iranianas, este acordo pode trazer-nos mais segurança, a nós e aos nossos aliados? Eu acredito que não".

"Este governo está a doar centenas de milhares de milhões, sabendo alguns vão para crimes contra a Humanidade. Quão mau é isso?" - perguntou o ex-Governador de Nova Iorque, George Pataki. "Há que rejeitar este acordo. Proteger a América. Proteger Israel e proteger o Mundo". 
Membros da United With Israel, incluindo o fundador Michael Gerbitz, estiveram entre os milhares de apoiantes de Israel que participaram no comício. Gerbitz disse que estava "impressionado com a incrível onda de apoio para esta causa monumental que tem impacto não só em Israel, mas no mundo inteiro."
E prometeu que UWI vai "continuar a fazer tudo o que estiver ao seu alcance, com todo o vigor, para exortar os defensores americanos de Israel a exigirem dos seus representantes no Congresso que rejeitam este acordo perigoso com o Irão."

(...)  Os leitores são convidados a clicar aqui para compartilhar a petição com os respectivos contactos.

Uma ausência notada no comício "Stop Iran Now" foi a do Senador de Nova Iorque, Charles Schumer, que levou os participantes a cantar: "Onde está o Chuck? Não a este acordo!". Schumer indicou em comunicado nesta quarta-feira que ainda estava indeciso sobre o acordo nuclear: "Eu li o acordo e estou a procurar respostas para as muitas perguntas que eu tenho. Antes de tomar uma decisão,  vou falar longamente com especialistas de ambos os lados", disse ele.

Por: United With Israel



APOCALIPSE NOW?
O que pode acontecer se o Irão obtiver armas de destruição em massa? Eis um olhar realista sobre a recente caminhada do Irão rumo à bomba, e sobre as suas tendências apocalípticas.

Este vídeo assustador dá-nos um olhar realista sobre o Irão, com dados, manchetes e clipes que ilustram o terror que o Irão espalhou no
Médio Oriente, quer através da aplicação da sharia no seu território, quer através do financiamento e armamento de grupos e regimes terroristas.

Do que se trata é de um regime terrorista radical com tendências apocalípticas que colocam não só Israel, mas o mundo inteiro, em grave perigo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.