segunda-feira, 20 de julho de 2015

Líder do Mundo Livre com Israel

Quando o Primeiro-Ministro do Canadá, Stephen Harper, visitou Israel, em Janeiro de 2014, muita gente lhe chamou o Líder do Mundo Livre. Como se tem constatado mais e mais, desde então, o título é merecido, pois o Presidente dos Estados Unidos continua a ser Obama.


O Canadá mantém as sanções ao Irão, apesar do acordo nuclear
 Por: Max Gelber, United With Israel
Apesar do entusiasmo manifestado pelo presidente dos EUA, Barack Obama, e pelos líderes ocidentais a respeito do acordo nuclear com o Irão, o Canadá permanece céptico, e irá basear as suas decisões nas acções do Irão, e não nas palavras.

O mundo está num afã de estabelecer laços diplomáticos e económicos com o Irão, na sequência da assinatura do acordo com as potências P5 + 1  sobre o programa nuclear iraniano, na terça-feira. No entanto, o Canadá tem dito que vai manter as suas sanções em vigor, pelo menos por agora, apesar do acordo.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros canadiano, Rob Nicholson, emitiu um comunicado na quarta-feira dizendo que o Canadá "aprecia" os esforços feitos pelas seis potências mundiais para alcançar o acordo.

No entanto, continua, "ao mesmo tempo, continuaremos a julgar o Irão pelas suas acções, não pelas suas palavras. O Canadá continuará a apoiar os esforços da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) para monitorizar o cumprimento por parte do Irão dos seus compromissos".

Nicholson realçou que o Irão ainda constitui uma "ameaça significativa para a paz e a segurança internacionais, devido às ambições nucleares do regime, ao seu apoio permanente ao terrorismo, aos seus repetidos apelos à destruição de Israel e ao seu desprezo pelos direitos humanos básicos."

"Vamos examinar este acordo ainda antes de qualquer acção específica por parte do Canadá", afirmou. As sanções canadianas contra a República Islâmica não serão removidas e Ottawa não vai reatar as relações diplomáticas com Teerão, que foram cortadas em 2012.

O Canadá expressou cepticismo sobre o acordo com o Irão no passado, dizendo que não estava convencido de que o acordo iria impedir Teerão de desenvolver uma arma nuclear. "O histórico do Irão não é inspira confiança", disse Nicholson em Abril.


-------------------------------------------

Assine a petição para parar o acordo nuclear com o Irão

O Congresso dos EUA deve rejeitar acordo perigoso com o Irão e garantir que as sanções permanecerão em vigor até que a ameaça nuclear seja completamente eliminada.

Oponho-me firmemente a qualquer acordo com o Irão que permita aliviar as sanções antes que a ameaça nuclear ter sido completamente eliminada.
Permitir que o Irão enriqueça urânio sem estar sujeito a inspecções em qualquer altura e em qualquer lugar, é extremamente perigoso e inaceitável. Este mau acordo com o Irão é muito pior do que nenhum acordo, e deve ser rejeitado.

UNITED WITH ISRAEL

http://unitedwithisrael.org/

 CLIQUE NO LOGO, VISITE E FIQUE FREGUÊS!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.