segunda-feira, 6 de julho de 2015

Palmira ontem e hoje



 Palmira ontem

(Desde há algum tempo que deixámos de vos trazer notícias da jihad global. É frustrante. É doloroso ver tanto sofrimento de um lado, e tanta indiferença do outro - um lado são as vítimas dos jihadistas, e o outro são as futuras vítimas dos jihadistas, que somos todos NÓS!).

Talvez aqui em Lisboa o nome da cidade de Palmira, na Síria, evoque apenas um nome feminino que já foi popular em Portugal. Talvez as imagens dos corpos de crianças, mulheres, homens, velhinhos, decapitados, entre rios de sangue, nas ruas de Palmira, não impressionem mais que os filmes do Stallone. Talvez os sofisticados metidos a intelectualeiros se deitem até a teorizar que são a CIA, a Mossad ou os lagartos extra-terrestres do Centro da Terra os responsáveis.

Hoje veio a público mais um vídeo de execuções colectivas no anfiteatro Romano de Palmira.  Perante numerosa assistência, desenrola-se o ritual diabólico da execução de 25 desgraçados. Os carrascos são crianças. 

Com algum trabalho consegue encontrar-se o vídeo não censurado. Nós dispensamos. Esta é uma versão resumida e suave. Se procurar pelas palavras-chave "ISIS child jihadis executing 25 captives Roman amphitheater in Palmyra" encontra várias versões, no youtube e congéneres. 



 Palmira hoje

Lembramos que entre 2006 e 2015, a ONU emitiu 57 condenações contra Israel (por se defender de monstros como estes). No mesmo período, os monstros do ISIS foram condenados pela ONU... UMA VEZ! 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.