domingo, 6 de março de 2016

Youtube censura "Palestinian Media Watch"

O site Palestinian Media Watch dedica-se a recolher material que passa nas Televisões, Rádios e Jornais dos invasores islamistas que vivem em Israel (também conhecidos como "palestinos". O Youtube anunciou o fecho da conta. O motivo é de um cinismo atroz. O YouTube fuzila o mensageiro. Os colonos islamistas em Israel promovem o terrorismo, e o YouTube esconde-o! Temos publicado dezenas de vídeos do PMW


O Youtube anunciou o encerramento da conta "Palestinian Media Watch" (Observatório dos media "Palestinos"), apontando como razão o "discurso do ódio".

Num aviso aos seus assinantes, o site "Palestinian Media Watch" informa que o YouTube anunciou o encerramento da sua conta evocando "violação de condições, incluindo a publicação de discursos do ódio".
O Youtube diz que a decisão foi tomada após a transmissão de um vídeo retirado TV "palestina" onde uma criança é vista lendo um poema, pedindo "a guerra para esmagar o opressor e destruir a alma sionista".

Bandos terroristas como o Hamas doutrinam as crianças para odiarem Israel, os Estados Unidos, o Ocidente, para se fazerem matar em nome do Islão e para apoiarem a "guerra santa" islâmica pelo domínio do Mundo.

O site
"Palestinian Media Watch" especifica que a conta que foi encerrada contém quase todo o acervo de vídeos do centro em Inglês. O PMW pede que os seus amigos enviem mensagem ao Google ou ao YouTube a pedir-lhes para restaurarem a conta. O responsável pelo PMW afirma:
    "O encerramento da conta do PMW é escandaloso, e é um golpe para a guerra contra o terrorismo. Especialmente num momento em que Israel enfrenta uma nova vaga de terrorismo 'palestino'. As informações que a organização PMW fornece na sua conta do YouTube do Centro permitem constatar o apoio ao terrorismo dado pelos líderes da Autoridade Palestina e da Fatah ".
E acrescenta:
    "As revelações do discurso de incentivo ao ódio e à violência por parte dos responsáveis "palestinos" feitas pelo nosso centro gozam do reconhecimento dos Parlamentos e Governos em todo o mundo. Na última sexta-feira, um debate de 25 minutos foi realizado no Parlamento sueco sobre o apoio prestado pela Autoridade Palestina à actual onda de ataques, e as provas foram inteiramente baseadas em documentação do 'Palestinian Media Watch' que agora já não estão disponíveis na sua conta no Youtube."

Via EUROPE-ISRAEL

Enfim, mais uma jogada para esconder o terrorismo islâmico contra Israel.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.