segunda-feira, 28 de março de 2016

Paquistão: muçulmanos assassinam 72* cristãos que celebravam a Páscoa

 

* Ontem escrevemos 53 cristãos, hoje actualizámos o título para 72, mas os mortos continuam a avolumar-se. Os feridos são às centenas. Enquanto isso, em Israel, milhares de cristãos nacionais e de todo o Mundo celebraram a Páscoa em Paz.
Os Taliban  assumiram a responsabilidade por mais esta tragédia e especificaram que os seus alvos eram os cristãos. O demónio fez-se explodir deliberadamente ao pé de um parque infantil, de modo a ceifar vidas de crianças. O Islão é a Religião da Paz, de facto!

Comentário de um utilizador do YouTube:
É chocante e terrível que muitos meios de comunicação ocidentais reportem este ataque terrorista sem reconhecerem que o grupo alvo são a minoria cristã, que celebrava a Páscoa. Este tipo de notícias politicamente correctas mostram a a falta de rigor, verdade e moral dos media.
Enfiam a sua agenda politicamente correcta e escondem a verdade - que os muçulmanos mais uma vez mataram cristãos no Paquistão - desta vez num domingo de Páscoa, quando as vítimas comemoravam a ressurreição de Jesus Cristo. Este grupos muçulmanos grupos que fazem estes actos repugnantes são gente cobarde e má, que pensam que matando os cristãos - que eles consideram adoradores de ídolos - vão para o Céu. Isto demonstra quão doentios são os ensinamentos do Alcorão, infelizmente. 
Outro utilizador comenta:
"Não podemos dar a outra face. Eles estão a matar-nos".
E outro ainda:
"Eu acho que as minorias do Paquistão devem adquirir metralhadoras AK-47 para se defenderem e ripostarem. Nenhum animal social e pacífico pode confiar nestes predadores que professam ser mais puros do que os outros".
Fazemos nossas estas palavras. Os media escondem que se tratou de mais um ataque islâmico. Do pouco que ainda vemos de TV, a notícia passou à pressa, no final dos noticiários, e mereceu menos atenção do que uma abóbora gigante no Entroncamento. Sobretudo, é preciso não antagonizar o Islão. "Senão é pior...".
Os cristãos e as outras minorias têm que começar a defender-se, pois as autoridades não os defendem.




"Tragédia atinge Lahore: Explosão no Parque Gulshan-e-Iqbal  mata 53 e fere 30 na Páscoa", First Post, 27 de Março de 2016:

"A área estava lotada porque os cristãos celebravam a Páscoa e muitas famílias foram passear para o parque quando a explosão ocorreu." (...)

    
A explosão ensurdecedora - aparentemente causada por um bombista suicida - ocorreu cerca das 18:30, quando o parque estava repleto de famílias, sobretudo mulheres e crianças, disseram as testemunhas em choque.


   
A área estava lotada porque os cristãos celebravam a Páscoa, e muitas famílias passeavam no parque quando a explosão ocorreu. O número de mortos ainda pode subir, pois há muitos feridos em estado crítico. Na verdade, jornal paquistanês Amanhecer twittou que o número de mortos foi de pelo menos 53.
O estado de emergência foi declarado em todos os hospitais do governo em Lahore, segundo o jornal.

   A
ARY News disse que cinco a seis quilos de explosivos podem ter sido usados na explosão, que foi ouvida numa grande parte de Lahore, capital da província de Punjab.

    
Alguns relatórios disseram que a bomba poderia ter sido afixada numa motocicleta estacionada ....

- Esta é uma notícia dentre as muitas que diariamente nos dão conta da matança dos infiéis, que decorre há 1.400 anos, desde o começo do Islão:

O TERRORISMO GLOBAL

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.