terça-feira, 2 de junho de 2015

Jihad X Cruzadas

Qualquer muçulmano que se preze, quando confrontado com a mortandade horrível que o Islão espalha pelo Mundo há 1400 anos, logo puxa pela carta das Cruzadas. Qualquer idiota metido a moralista intelectualóide também. O Dr. Bill Warner explica as diferenças fundamentais entre a Jihad e as Cruzadas:


Ainda que as Cruzadas tivessem sido moralmente comparáveis à Jihad, as Cruzadas já acabaram há muitos séculos, mas a máquina de matar, estuprar, mutilar, torturar, que é o Islão, nunca deixou de funcionar. São 11 cristãos assassinados por hora, com requintes barbaros de crueldade, e o Mundo nada faz, tolhido e amolecido por décadas de doutrinação comunista-hippie.
Quanto muito, o mundo CONDENA quem expõe a VERDADE, rotulando-a como "discurso de ódio".

VELHOS HÁBITOS

O problema de Israel é apenas esse: o Islão. O estar cercado pelo Islão e infiltrado por colonos muçulmanos, cuja mentalidade simplesmente não consegue conceber a existência de judeus, de cristãos ou de qualquer outro tipo de "infiel".
Como não nos cansamos de lembrar, segundo o Islão, o nosso destino enquanto "infiéis" é a morte, a escravatura, a escravatura sexual, ou a subserviência com obrigação de pagamento do imposto, a jyziia. Esta pobre rapariga descobriu o Islão da maneira mais trágica:

"Um muçulmano árabe palestino de Jericó (Judeia e Samaria) foi acusado na passada quinta-feira do assassinato de Daria Magdalena Rozmiarek, uma turista polaca, em Nazaré, Israel, no mês passado. 
Kutaiba Atian, 21 anos, agrediu sexualmente a mulher antes de a estrangular e esconder o seu corpo nos arbustos.

O indiciamento apresentado ao tribunal em Nazaré inclui acusações de assassinato, tentativa de atentado violento ao pudor, obstrução da justiça e permanência ilegal em Israel.
Segundo o chefe da divisão de homicídios do Distrito Norte, Superintendente Eyal Harari,ao turista, Daria Magdalena Rozmiarek, 24 anos, estava com um grupo de 40 peregrinos num hotel de Nazaré.  Foi atacada em 16 de Abril, quando deixou o hotel para dar um passeio (...)."


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.