quinta-feira, 25 de junho de 2015

Heróis e Vilões


No post

Israel, Imprensa, Inveja e Vingança

contámos resumidamente o que se passou:

Um terrorista islâmico atirou uma bomba incendiária contra um jipe das Forças Armadas de Israel, em Kfar Malik, a nordeste de Ramallah. O motorista assustou-se e deu uma guinada, atingindo o terrorista Abdallah Iyad Ghanayem, de 22 anos. As Forças Armadas de Israel tentaram salvar-lhe a vida, mas não conseguiram.

As notícias sobre o caso têm sido um festival de má-fé. Ao mesmo tempo que nada dizem sobre os israelitas atacados diariamente pelos terroristas islâmicos, os jornalistas aproveitam este caso para condenar e denegrir Israel.

 

A Imprensa está cheia de jornaleiros e jornaleiras filo-muçulmanos.

Veja-se este título que a AFP escolheu: "Exército de Israel mata palestino na Cisjordânia".

A não-notícia prossegue, sempre no mesmo registo difamatório, e casualmente, lá pelo meio, refere que um porta-voz do Exército "disse" que o indivíduo atacou o jipe. O que, no contexto, é a mesma coisa que dizer que não atacou coisa nenhuma...

A imagem escolhida para ilustrar a não-notícia, é ainda mais atroz:

É uma foto desses aclamados cheguevaras apedrejadores, um jovem colono árabe, daqueles que atiram umas inocentes pedrinhas, que mais não fazem do que apenas matar judeus:

Umas pedrinhas de nada! - 1

Umas pedrinhas de nada! - 2

Umas pedrinhas de nada! - 3

 

Adele Biton morreu a 17 de Fevereiro de 2015, após ter passado 2 anos em coma. O carro em que seguia com a mãe e com as irmãs foi atacado à pedrada por colonos árabes. A Imprensa omitiu o ataque, o sofrimento e a morte. E continua a glorificar o terrorismo contra os judeus.

 A IMPRENSA É FACCIOSA


A má-fé da Imprensa contra Israel e os judeus é um caso sério. Cá em Portugal, os píncaros da pouca-vergonha (que chegam à promoção aberta do terrorismo anti-semita e à mentira mais desbragada e vil) vão para o Al-Público. Mas a situação no resto do mundo não é muito melhor. A Al-BBC, o Al-New York Times, a Al-France Press, e a generalidade da Imprensa institucional, abrigam uma maioria preocupante de gente comprometida com o pior do Islão e do Comunismo. Gente que de tudo faz, todos os dias, para semear a mentira, o ódio e o caos, condições propícias ao avanço da "Revolução".



Aproveitamos para aconselhar a versão em Língua Portuguesa do HonestReporting, o site De Olho na Mídia.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.