segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

É por isto que não há paz!

 Thumbnail image for Lebanesesoldier.jpg
Como gostávamos de não ter razão. Noutro dia avisámos que vinha aí mais chumbo grosso do Líbano...
Cada vez mais perto, a próxima rodada de jihad contra Israel. Os media ocidentais não vão dar a notícia. Como não deram nenhuma notícia dos 13000 (treze mil) mísseis Kassam disparados contra Israel nos últimos 12 anos (alguns nos últimos dias, juntamente com algumas facadas, tiros de snipers e barbárie sortida), nem dos israelitas assassinados pelos terroristas islâmicos.

Quando Israel der uma resposta em força, os media não vão perdoar, e a opinião pública vai pensar que Israel resolveu atacar pessoas aleatoriamente. Os media vão omitir os mortos israelitas, os ataques dos terroristas, os avisos de Israel, e os escudos humanos usados pelos islamistas. Israel será, como sempre, o mau da fita!
"Líbano dispara mísseis e desencadeia resposta da artilharia israelita"
por Ari Rabinovitch para a Reuters, 29 de Dezembro 
    JERUSALÉM, 29 de Dezembro ( Reuters) - Mísseis lançados do Líbano atingiram o norte de Israel no domingo, sem causar ferimentos ou danos, e Israel respondeu com fogo de artilharia através de uma fronteira que tem sido em grande parte tranquila desde a guerra de 2006.

- Se calhar foi apenas fogo de artifício, e os israelitas entraram logo à bruta...

    
Não ficou imediatamente claro quem disparou os mísseis. Uma força de paz da ONU no sul do Líbano pediu moderação, disse que estava a trabalhar com o Exército libanês para obter mais detalhes sobre o ataque.

    
Autoridades israelitas disseram que cinco mísseis foram lançados a partir do Líbano, mas apenas um ou dois atingiram Israel, perto da cidade fronteiriça de Kiryat Shmona.

   
O Sul do Líbano é um reduto do grupo guerrilheiro Hezbollah, apoiado pelo Irão - que lutou contra Israel há sete anos e está actualmente envolvido na guerra civil da Síria em apoio ao presidente Bashar al-Assad - mas facções palestinas também estão na área.

    
Em comunicado, o Ministro da Defesa Moshe Yaalon, disse Israel interpelou o governo libanês e a força militar responsável pelo ataque de mísseis, o primeiro ao longo da fronteira desde Agosto.

    
Yaalon disse que os militares responderam com "bombardeio maciço em direcção à área de lançamento, e se necessário vão usar força ainda maior".

- Estão a ver? É por isto que não há paz! os israelitas não se deixam massacrar quietinhos! É uma gente retorcida!!! Já sabem que os árabes são assim, e vão-lhes responder!!!! É que perdem toda a autoridade moral, a  partir do momento em que embarcam na violência!!!!! Será que não ouviram falar no Ghandi??? Os grandessíssimos instigadores do ódio!!! Façam o Amor e não a Guerra! Ponham flores no cabelo! Vão para S. Francisco!
(...) 
    Não houve relatos de novos ataques transfronteiriços após o confronto inicial.

    A tensão na fronteira aumentou este mês, quando um soldado libanês matou um soldado israelita através da cerca da fronteira, após o que a força de manutenção da paz das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL ) se reuniu com ambos os lados para restaurar a calma.

- Cá está!!!! Israel deveria ter agradecido aos terroristas terem morto o soldado israelita! depois, queixam-se!...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.