sábado, 18 de março de 2017

Comentário ao ataque terrorista no Aeroporto de Paris-Orly

Na sequência do post anterior:


O terrorista islâmico Ziyed Ben Belgacem, hoje abatido em Paris.


1 - A lista dos ataques islâmicos em França nos últimos 2 anos (ver post anterior) está longe de estar completa. A decapitação ritual islâmica do Padre Hamel, por exemplo, ficou de fora:
Certas figuras emblemáticas da extrema-esquerda acharam muita graça ao sacrifício ritual do Padre Hamel.
Arnaldo Matos, O Grande Educador da Classe Operária, também delirou com o Massacre do Ba-Ta-Clan.
Se der uma vista de olhos na nossa secção FRANÇA, verificará que tem havido muito mais vítimas da jihad islâmica.
Só esta semana, em França, houve um ataque terrorista contra um Liceu e uma carta-bomba explodiu numa delegação do FMI, mas isso a Imprensa escondeu. Este ataque ao aeroporto não podia esconder.

2 - O Islão manda matar, escravizar e submeter os não-muçulmanos.

Alcorão: 8:39 -  "Faz guerra contra os não-muçulmanos e mata-os até eles se submeterem e até a única religião ser o Islão".

O Islão é a ideologia que mais gente matou na História. Mata actualmente em 1 ano mais do que a Santa Inquisição matou nos 350 anos em que vigorou. Desde o 11 de Setembro o Islão perpetrou até ao momento 30477 ataques contabilizados.  Quem duvide de que a teoria e a prática islâmica é eliminar os "infiéis", pode estudar:

(Esta lista poderia ir aos milhares largos de sites) 

A cegueira do politicamente correcto está condenar a Europa e o Mundo:




3 - Os MANIPULADORES PROFISSIONAIS arvorados em jornalistas e especialistas, mentem descaradamente.
Se se trata de ataques terroristas islâmicos na Ásia, dizem que é "separatismo". Se for em África, dizem que são "conflitos tribais".
Ataque terrorista islâmico contra um centro comercial no Quénia (os islamistas deixaram sair os muçulmanos e chacinaram os cristãos; veja a nossa secção QUÉNIA:


4 - Se o ataque é em Israel, os MANIPULADORES PROFISSIONAIS arvorados em jornalistas e especialistas, louvam os terroristas como heróis e verberam as vítimas.
Mas os ataques contra não muçulmanos são cometidos em nome da mesma ideologia - o Islão.
 Ataque em Beersheba, Israel:


Etc..

5 - Os MANIPULADORES PROFISSIONAIS arvorados em jornalistas e especialistas, "indignam-se" e acusam a Polícia israelita de "assassinar" terroristas iguaizinhos aos que são abatidos na Europa, como este hoje em Paris.
Se tivesse sido em Israel, a Imprensa, a ONU, os políticos da União Europeia, os bem-pensantes e os bonzinhos em geral, estariam a pintar um retrato do terrorista como uma vítima inocente e a acusar Israel de "crime contra a Humanidade", "execução arbitrária", etc.. 

(Veja a secção INTIFACADA).

Ilustração da página de Facebook da organização terrorista Fatah/Autoridade Palestina, que é em tudo igual ao ISIS, mas que o Mundo financia. O arqui-terrorista Mammoud Abbas, o líder, é recebido até pelo Papa!

6 - NÃO EXISTEM MUÇULMANOS "MODERADOS" NEM "RADICALIZADOS"
- Existem muçulmanos que deixaram o Islão (e pela lei islâmica devem ser decapitados).
- Existe uma ínfima minoria de reformistas, também em constante perigo de vida.
- Existem alguns muçulmanos que não sentem a necessidade premente de impor o Islão ao Mundo, mas que estão sempre ao lado dos seus correlegionários mais violentos.




7 - A Europa está ser obrigada pelos seus líderes a receber MILHÕES de muçulmanos, que chegam para invadir e colonizar, ao abrigo do programa oficial EURISLAM.
A critica a essa operação de substituição populacional é frequentemente punida com a cadeia. Na melhor das hipóteses, é-se histericamente apelidado de "racista" e "nazi", por se chamar a atenção para a REALIDADE.
Há pessoas despejadas das suas casas para dar abrigo aos colonos islâmicos. Os países islâmicos não recebem "refugiados" (aliás: como podem ser "refugiados sírios" pessoas que chegam de Marrocos, Paquistão, Mali, Nigéria, etc.???).



8 - Como levar as pessoas a PENSAR, se o estado actual das mentalidades é este?
Confirme, sff:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.