segunda-feira, 15 de maio de 2017

Coreia do Norte e 9 países muçulmanos lideram o Holocausto dos Cristãos

Há por aí grandes cabeças (geralmente guedelhudas e mal lavadas) que aprovam o Holocausto dos Cristãos, "porque há padres abusadores de crianças" e "por causa da Inquisição e das Cruzadas"
A percentagem de padres abusadores é a mesma que a dos não padres. A Inquisição já acabou, e estes cristãos nunca nela tomaram parte. E as Cruzadas foram guerras defensivas contra os muçulmanos, que invadiram e arrasaram Israel e chacinaram os judeus e os cristãos, tornado impossíveis as peregrinações à Terra Santa.
Tais cabeças que aprovam o Holocausto dos Cristãos fazem-no porque vêem no Islão o aliado ideal para a pulverização do Mundo Livre, que odeiam. 
Os números não mentem. No mundo não muçulmano pode-se apontar a infame Igreja Baptista de Westboro, 200 doentes mentais que agitam cartazes a celebrar a morte de soldados norte-americanos, porque acham que é Deus a castigar os Estados Unidos por causa do apoio às uniões gay. Mas não matam ninguém, esses 200 dementes. O Islão mata mais gente num ano do que Inquisição matou em 350, quando as pessoas se matavam por qualquer motivo.
 


Síria: cristãos decapitados por recusarem converter-se ao Islão.

Os 10 países que lideram a perseguição aos cristãos: Coreia do Norte e 9 países muçulmanos 
Porque será? Poderá ter algo a ver com estes ensinamentos? 
"Luta contra aqueles que não crêem em Alá ou no Juízo Final, e não proíbem o que foi proibido por Alá e pelo seu mensageiro, nem reconhecem a Religião da Verdade, mesmo que pertençam ao Povo do Livro, até que paguem a Jizya com submissão voluntária e subjugados." 
Maomé disse: "Luta contra aqueles que não crêem em Alá. Faz a Jihad (guerra santa) ... Quando encontrares os teus inimigos, que são politeístas (os muçulmanos consideram TODOS os não-muçulmanos como politeístas), convida-os três vezes a aceitarem o Islão. Se eles se converterem, não lutes contra eles. Se eles se recusarem a aceitar o Islão, exige deles a Jizya (imposto cobrado aos não-muçulmanos, a ser pago obrigatoriamente em humilhação).  Se eles concordam em pagar, não os mates. Se eles se recusarem a pagar o imposto, pede a ajuda de Alá e combate-os".  

Cristão sírio decapitado por ser cristão. 

Somália, Afeganistão, Paquistão, Sudão, Síria, Iraque, Irão, Iémen e Eritreia. A proibição de viagens de Trump incluiu seis desses países: Somália, Sudão, Síria, Iraque, Irão  e Iémen, além da Líbia. Quão racista....

"A perseguição aos cristãos: quantos estão a ser mortos, e onde estão a ser mortos"
por Georeen Tanner, Fox News, 14 de abril de 2017: 
O Cristianismo no Médio Oriente está chegou ao fim?
O passado Domingo de Ramos foi um dia sombrio no Egipto. Os atentados suicidas contra duas igrejas cristãs coptas, uma em Alexandria e outra em Tanta, deixaram 45 mortos e muitos mais feridos. Embora tenha havido um aumento na violência contra os cristãos na região, o Egipto não está sozinho numa longa lista de países - muitos do Médio Oriente  - que são violentamente hostis aos cristãos.
Uma lista elaborada pela Open Doors USA, uma organização sem fins lucrativos focada no serviço aos cristãos perseguidos, mostra que o Médio Oriente é responsável por uma maioria de países classificados entre os 10 que movem perseguição extrema aos cristãos.

Por ordem, os países são os seguintes:
1. Coreia do Norte
2. Somália
3. Afeganistão
4. Paquistão
5. Sudão
6. Síria
7. Iraque
8. Irão
9. Iémen
10. Eritreia

(Israel é o ÚNICO país do Médio Oriente onde os cristãos e quaisquer outras pessoas gozam de plenos direitos. É a ÚNICA democracia da região. Por isso é tão odiado pelos muçulmanos, pelos neo-nazis e pelos comunistas).

O Egipto ocupa o 21º lugar. De acordo com o grupo de defesa cristã, um em cada 12 cristãos experimenta hoje perseguição alta, muito alta ou extrema, por causa da sua fé. Quase 215 milhões de cristãos enfrentam uma alta perseguição, 100 milhões dos quais vivem na Ásia.
O Centro para o Estudo do Cristianismo Global, um centro de pesquisa académico que monitoriza tendências demográficas mundiais no Cristianismo, estima que entre os anos 2005 e 2015, 900.000 cristãos foram martirizados - uma média de 90.000 cristãos por ano.
De 1 de Novembro de 2015 a 31 de Outubro de 2016, a Open Doors documentou 1.207 cristãos que foram mortos em todo o mundo por razões relacionadas com a sua fé. Esta é uma estimativa conservadora, uma vez que inclui apenas casos documentados e não inclui estatísticas da Coreia do Norte e de grandes áreas do Iraque e da Síria. Das listas obtidas, estes são os países do Médio Oriente ou dominados por muçulmanos, onde ocorreram mortes cristãs durante o mesmo período:
1. Paquistão: 76
2. Síria: 24
3. Somália: 12
4. Egipto: 12
5. Afeganistão: 10
6. Iémen: 4
7. Líbia: 2
8. Iraque: 1

A Open Doors também documentou um total de 1.329 igrejas atacadas em todo o mundo por razões religiosas. Estes são os países do Médio Oriente ou dominados por muçulmanos, onde esses ataques ocorreram, entre 1 de Novembro de 2015 e 31 de Outubro de 2016:

1. Paquistão: 600 
2. Irão: 11 
3. Iraque: 8 
4. Síria: 7 
5. Iémen: 3 
6. Líbia: 3 
7. Territórios 'palestinos': 2


A causa subjacente da perseguição é o extremismo islâmico, de acordo com a Open Doors. A população cristã no Iraque desceu de 1,5 milhões em 2003 para as estimativas actuais de 275 mil. Em poucos anos esse número poderá ser zero, dizem os activistas.

Veja também:

7 comentários:

  1. https://i.gyazo.com/9b26c60b99354e3bb1bd82c78997928f.jpg

    Aí estão os países que criaram e ajudam o ISIS. Disso já tu não falas não é seu corrupto de merda. Tal como também não vais fazer um post sobre o anúncio do Trump que vai dar armas a esse bastão da democracia e liberdade que é a Arábia Saudita.
    Aliás nem sequer os metes na lista, no entanto 15 dos 19 terroristas que fizeram o 11 de Setembro nasceram na Arábia Saudita. Mas esses não te atreves a falar não é? Pois...são capitalistas e aliados dos EUA nem comentas.

    Vocês os direitolas odeiam a cultura europeia e querem-na ver destruída e substituída pela "cultura" americana. Esse povo de bárbaros que só quer fazer a guerra e que apoiaram e criaram organizações terroristas como a Alqaeda e o ISIS.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Mário Quintas,

      "Corrupto de merda", eu? Tem provas? Como se processa a minha "corrupção"? Agradeço que não me insulte, pelo menos sem se dar ao trabalho de ler o blogue, apenas porque não gostou de ver os seus amigos islamistas e comunistas na lista dos maiores de assassinos de cristãos.

      Comunistas, islamistas, nazis, gangsters, estupradores, assassinos, são tudo escória, são tudo malfeitores.

      Israel não criou nem apoia o ISIS. O que Israel faz é tratar os feridos de guerra sírios:

      http://amigodeisrael.blogspot.pt/2017/04/feridos-sirios-transferidos-para.html

      Se tiver PROVAS das suas afirmações, e não apenas acusações, mostre-as, por favor. Interessa-me a VERDADE, doa a quem doer, seja de direita como eu, ou de esquerda como o senhor.

      Sobre a Arábia Saudita, eu mesmo fiz uma busca neste blogue usando as palavras "Arábia Saudita". Julgue por si:

      http://amigodeisrael.blogspot.pt/search?q=ar%C3%A1bia+saudita

      Mas se subsistirem dúvidas, afirmo que a Arábia Saudita é um reino de horror, corrupção, barbárie e financiamento global do terrorismo e da islamização. É capaz de dizer o mesmo do Irão? Eu afirmo que entre a Arábia Saudita e o Irão não há diferenças morais. São regimes e ideologias assassinas.

      Agora há-de entender que na arena da diplomacia internacional, as coisas não podem ser ditas assim. Repare que na II Grande Guerra, a URSS e os EUA tiveram que se unir, apesar de tudo o que sabemos.

      «15 dos 19 terroristas que fizeram o 11 de Setembro nasceram na Arábia Saudita», diz o senhor. Consulte a nossa secção 11 de Setembro:

      http://amigodeisrael.blogspot.pt/search/label/9%2F11

      Alguma vez nós negámos isso??? Toda a gente sabe que o Osama bin Laden se indignou por ver as tropas americanas na Arábia Saudita, considerou isso uma humilhação, e partiu para o terrorismo global.

      «Vocês os direitolas odeiam a cultura europeia e querem-na ver destruída e substituída pela "cultura" americana».

      Outra acusação sem fundamento. Porque projecta nos outros o seu ódio à cultura europeia? Eu sou conservador, reaccionário (veja o significado antes de me insultar outra vez, sff), patriota português, tradicionalista, anti-imperialista.

      Imagina que os "amaricanos" andam a pagar-me para eu os ajudar a venderem mais Coca-Cola cá na Europa? A mim, que defendo com unhas e dentes a identidade do meu Portugal!

      Nunca me doeram as mãos de criticar os Estados Unidos. Veja por exemplo a secção Holocausto, onde refiro que o então PR dos EUA mandou os judeus de volta para os campos de extermínio e podia ter impedido o Holocausto e não quis:

      http://amigodeisrael.blogspot.pt/search/label/Holocausto

      Que enormidades, meu caro! Tudo porque a verdade lhe doeu? Quer que os cristãos e outros infelizes sejam chacinados em silêncio?

      A diferença entre nós é que eu critico direita e esquerda, comunismo e capitalismo, Estados Unidos e Coreia do Norte. É VOCÊ quem é incapaz de fazer o mesmo em relação à aliança comunista-islamista. Independentemente de ser amigo de Israel (e de outros países) a minha Pátria é Portugal, a minha fidelidade é 100% para com Portugal. A sua, será para com a Internacional Comunista, talvez...

      João Oliveira

      Eliminar
    2. Sr. Joao Oliveira

      O senhor tem visto atraves dos jornais o holocausto que o estado sio ists de israel tem realuzadi na paledtina?
      O senhor sabe que 40% das criancas palestinas ja foram agredidas pelas forcas de segursnca istselense?
      O senhor sabe wue israrl bombardeia escolas e ambulanvis?
      O senhor vive em que mundo?

      Eliminar
    3. Sr. Joao Oliveira

      O senhor tem visto atraves dos jornais o holocausto que o estado sio ists de israel tem realuzadi na paledtina?
      O senhor sabe que 40% das criancas palestinas ja foram agredidas pelas forcas de segursnca istselense?
      O senhor sabe wue israrl bombardeia escolas e ambulanvis?
      O senhor vive em que mundo?

      Eliminar
    4. Sr. Ernando Sales,

      NÓS É QUE PERGUNTAMOS EM QUE MUNDO O SENHOR VIVE! ONDE ESTÃO AS PROVAS DAS SUAS ACUSAÇÕES?

      Convosco, comunistas, não adianta tentar a via da racionalidade.

      É que o amigo não se informa e só consome propaganda.

      Em 1º lugar, não existe nem nunca existiu nenhuma "Palestina" Árabe.

      Isso é mais uma invenção dos seus camaradas nos anos 70, com o terrorista egípcio Yasser Arafat a dar a cara pela farsa.

      Depois, o amigo não vê nada, não liga nenhuma (e até aprova) as atrocidades islâmicas. Os seus camaradas islamistas matam judeus (sobretudo crianças), apedrejam -nos na rua, e você tem a distinta latosa de vir com essas imbecilidades SEM PROVAS.

      Quem bombardeia as escolas israelitas são os seus camaradas terroristas comunistas de Gaza.

      Tem todo este blog para verificar, mas NÃO QUER!

      OlHE O SITE QUE DESMONTA A SUA PROPAGANDA:

      http://www.pallywood.com/

      OLHE UM CANAL QUE MOSTRA QUEM MATA QUEM:

      https://www.youtube.com/channel/UCE2iKjcEvlIH4bZ_oK5pT9Q

      OLHE OUTRO:

      https://www.youtube.com/channel/UC8yp1uUsWsvrRJw1X_be7yg

      Eliminar
  2. Quem usa ambulâncias para transportar terroristas são os seus amigos "palestinos". Quem dispara a partir de escolas, mesquitas, igrejas e hospitais são os seus amigos "palestinos".

    Mas o senhor não lê e não vê e não quer saber. Odeia Israel porque a Esquerda odeia Israel.

    Confira na Operação Protecção-Limite, em que Israel após 15 dias debaixo de fogo, crianças raptadas, torturadas e mortas, teve que entrar em Gaza e eliminar terroristas,como todos os países do mundo fazem. Mas o senhor quer que os judeus morram caladinhos. Veja, são dezenas de posts, em que mostramos os vídeos dos seus amigos terroristas a usarem escudos humanos, a usarem estruturas civis para os seus ataques, vestidos a civil no meio da multidão, a usarem crianças-isco, que os soldados israelitas iam ajudar e depois eram mortos. Israel tem o exército mais moral da História e foi até censurado na ONU por isso - confira:

    https://amigodeisrael.blogspot.pt/search/label/Opera%C3%A7%C3%A3o%20Protec%C3%A7%C3%A3o%20Limite.

    Olhe os jardins infantis israelitas a serem atacados pelos seus camaradas:

    https://www.youtube.com/watch?v=OV2R0ybeLXc

    LEIA, ESTUDE, VEJA OS VÍDEOS, SAIA DO SEU MUNDO DE ÓDIO E PROPAGANDA E CAIA NA REAL:

    http://amigodeisrael.blogspot.pt/2015/11/um-vestido-novo-para-um-odio-antigo.html

    http://amigodeisrael.blogspot.pt/2016/03/mas-afinal-quem-sao-os-palestinos.html

    http://amigodeisrael.blogspot.pt/2016/11/a-mentira-sovietico-palestina.html

    http://amigodeisrael.blogspot.pt/2015/02/inventando-palestina-e-os-palestinos-3.html



    ResponderEliminar
  3. Sobre as "crianças 'palestinas' serem agredidas por soldados israelitas, fica aqui este vídeo de um pai árabe a mandar o filho contra os soldados israelita e a pedir que estes o matem, para ter mais propaganda para o senhor comer:

    https://www.youtube.com/watch?v=bmT5sxvbGCY

    Olhe aqui, os papás terroristas a mandarem os filhos provocar os soldados:

    https://www.youtube.com/watch?v=HPsH8yMe6Ck&t=20s

    Há um batalhão de fotógrafos da sua laia à espera de qualquer reacção que posa passar por "agressão" às crianças.

    NENHUM exército do mundo aguentaria isto. Se crianças judias fizessem isto a soldados árabes/muçulmanos em qualquer país islâmico (onde já não judeus, pois foram exterminados) seriam imediatamente mortas.

    E podia estar aqui meses a mostrar-lhe vídeos, testemunhos, etc.. Vá a Israel e veja"! O que quer mais? Que os judeus sejam finalmente exterminados? Temos pena, eles recusam. E para isso o amigo terá que passar por cima do meu cadáver.

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.