domingo, 24 de novembro de 2013

Irão cobra Jizya do acordo nuclear

Israel está lá perto, conhece aquela realidade. Os actuais dirigentes Ocidentais conhecem politiquice e pouco mais. Aí está já o começo do que Israel avisou...
http://www.jihadwatch.org/images/dhimmitude1.jpg 

O pagamento da jizya

"Luta contra aqueles que não crêem em Allah nem no Dia do Juízo,
contra os que não respeitam o que foi proibido por Allah e pelo Seu Mensageiro, nem reconhecem a religião da verdade, (mesmo que sejam) do Povo do Livro, até que paguem o Jizya com submissão voluntária, e se sintam derrotados" - Alcorão 09:29'Submissão', é do que se trata:
"O Irão receberá 7 biliões de dólares pelo acordo de alívio das sanções"
por Indira AR Lakshmanan para Bloomberg , 24 de Novembro:

   
O Irão receberá
7 biliões em alívio de sanções económicas ao longo de seis meses, segundo a primeira etapa do acordo de hoje em Genebra, disse que a administração Obama.

   
Como compensação para o Irão limitar o seu programa nuclear, o acordo provisório prevê a entrega de 4,2 biliões em activos de petróleo congelados, e vai deixar o Irão continuar a exportar petróleo nos níveis actuais, ao invés de forçar reduções contínuas por parte dos compradores, como seria exigido pela legislação actual - de acordo com um comunicado da Casa Branca .
 Iran
Mulher muçulmana xiita iraniana em frente de um cartaz com orações religiosas no centro de Teerão, em 9 de Novembro de 2013. Fotógrafo: Behrouz Mehri / AFP via Getty Images

    
O acordo também vai "suspender certas sanções ao ouro e metais preciosos, ao sector industrial do Irão e às exportações petroquímicas, fornecendo potencialmente ao Irão aproximadamente 1,5 biliões em receita", disse o governo.

   
As sanções terão custado ao Irão 120.000 milhões de dólares em receitas perdidas desde que os EUA e a União Europeia começaram a aplicar sanções rigorosas em matéria de energia, portos, seguros, transportes, serviços bancários e outras transacções relacionadas com o Irão, em 2010, segundo estimativas do Tesouro dos EUA. Quase todo o comércio dos EUA com o Irão foi proibido há décadas, com excepção dos alimentos e suprimentos médicos, e as restrições dos EUA passaram a aplicar-se a outros países que negociassem com a República Islâmica.

    
O acordo vai permitir 400 milhões em pagamentos de propinas às escolas para estudantes iranianos que estudam no exterior ao longo dos seis meses, e vai possibilitar o acesso do Irão a peças de aeronaves civis, bem como ajudar na prestação de ajuda humanitária, que não é proibida pelas sanções.


    
"Mas a arquitectura das sanções permanecerá, e vamos continuar a aplicá-las vigorosamente", disse o presidente Barack Obama em discurso pela TV desde a Casa Branca, na noite passada, logo após o acordo ter sido anunciado em Genebra. "E se o Irão não cumprir integralmente os seus compromissos durante esta fase de seis meses, vamos suspender o alívio de sanções, e aumentar a pressão".
- Conversa para salvar a face. Ele deu ao Irão tudo o que este queria.

1 comentário:

  1. Esta notícia que li tem todos os pormenores desse infame "acordo histórico" (ERRO HISTÓRICO, melhor dito) com o Irão.

    Este indecente acordo foi assinado hoje, em Genebra, pelos naives estúpidos ingénuos das cinco potências mundiais sobre o programa nuclear iraniano, um programa bélico de ogivas nucleares que visa equipar mísseis balísticos e mísseis nucleares da aviação iraniana. Eles têm alcance mais que suficiente para atingir toda a nossa Europa Ocidental. Este programa nuclear, que desde à uns 10 anos vem prosseguindo sem paragem, está sendo feito para "apagar Israel do mapa" (numa 1ª fase) e o nosso Mundo Ocidental (numa 2ª fase), abrindo caminho à implantação do Governo Islâmico Mundial que os muçulmanos tão fanática e endoidadamente desejam.

    A Guerra Fria recupera energias e regressa novamente em força, agora na forma de Jihad Global!

    De facto, ficamos todos melhor e mais seguros!!! Até ao dia em que rebentará uma "nuke terrorista iraniana" em Telavive, Nova Iorque, Paris, Londres, Madrid ou Berlim (se não mesmo em Lisboa).

    Não se esqueçam: o mundo fica maravilhosamente mais seguro a partir
    deste fatídico e triste dia 24 de Novembro de 2013.

    Esperem pelas tragédias terroristas islâmicas que aí vêm em breve!!!

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.