domingo, 14 de dezembro de 2014

Menorá e Chanukiá

MENORÁ 

 

 Hanuká, o milagre da Luz

Os que andaram, como nós, na catequese cristã, devem lembrar-se do Livro do Êxodo, e do Bezalel (a grafia varia muitíssimo), o judeu da tribo de Judá, artesão talentoso, que foi encarregado de construir o Tabernáculo e os seus artefactos, sob a orientação de Moisés e segundo as ordens do próprio Deus, segundo a tradição e a crença de judeus e cristãos.


 Bezalel trabalhando

Ora vamos lá arejar esses conhecimentos de Torá /Antigo Testamento:
Também farás um candelabro de ouro puro; de ouro batido se fará este candelabro; o seu pé, as suas hastes, os seus copos, os seus botões, e as suas flores serão do mesmo.
E dos seus lados sairão seis hastes; três hastes do candelabro de um lado dele, e três hastes do outro lado dele.
Numa haste haverá três copos a modo de amêndoas, um botão e uma flor; e três copos a modo de amêndoas na outra haste, um botão e uma flor; assim serão as seis hastes que saem do candelabro. (...)
Os seus botões e as suas hastes serão do mesmo; tudo será de uma só peça, obra batida de ouro puro.
Também lhe farás sete lâmpadas, as quais se acenderão para iluminar defronte dele.

Êxodo 25
O Tabernáculo era a morada portátil para a presença divina, após o Êxodo do Egipto e até à conquista da terra de Canaã. Esta é a história da primeira menorá.
 

Esta menorá dourada está em exposição na Cidade Velha, em Jerusalém. É um projecto do Instituto do Templo, que, se Deus o quiser, será reconstruído no Monte do Templo, hoje sob ocupação violenta dos colonos muçulmanos, que vedam a entrada dos judeus no local mais sagrado da sua Terra e da sua religião.

CHANUKIÁ



Acendendo a chanukiá no segundo dia da Festa das Luzes

Os leitores e amigos que se interessam, como nós, pela cultura hebraica, devem ter reparado que existem candelabros de 7 e 9 braços. A razão é que, segundo o Talmude (uma das obras fundamentais do Judaísmo), não se deve usar a menorá - o candelabro de 7 braços - fora do Templo.  
No primeiro dia das celebrações do Hanuká (ver post anterior) os judeus de todo o mundo acendem então o chanukiah, o candelabro com nove ramos, ou braços, que se assemelha a uma menorá.

Um ramo é aceso na primeira noite, outro na noite seguinte, e assim até ao oitavo. O ramo central fornece a chama para acender os outros.

 
A menorá tem sido o supremo ícone  judaico ao longo da História. Nas sinagogas contemporâneos, um candeeiro, conhecido como o Ner Tamid (hebraico para Chama Eterna), simboliza a menorá do Templo.

O Hanuká é a comemoração de dois milagres: a vitória de um pequeno grupo de combatentes judeus contra o poderoso exército sírio-grego, no século II a.C., e a pequena quantidade de azeite com que acenderam a menorá do Templo, e que, surpreendentemente, durou 8 dias.

2 comentários:

  1. boa noite. Onde posso comprar um Menorá de 9 braços?
    obrigado

    ResponderEliminar
  2. Olá amigo,

    Experimente a Loja Judaica de Portugal:

    https://www.facebook.com/Loja-Judaica-de-Portugal-Literatura-e-Artigos-Judaicos-119052521489884/

    Também pode procurar na Internet Judaica Webstore ou World of Judaica, que são lojas muito bem fornecidas.

    Disponha sempre, e obrigado pela visita

    Oliveira

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.