sexta-feira, 7 de abril de 2017

Esta é a Suécia que eles queriam. Agora têm-na.


Suécia: Polícia em busca do atacante que matou 4 pessoas (mortes confirmadas até agora) com um camião
A polícia sueca divulgou esta foto do homem que está a procurar. Se o agressor for muçulmano, como é quase certo, este é o resultado directo das políticas de imigração da Suécia. Se ele é um muçulmano nascido na Suécia, isso só mostra que que os muçulmanos não se integram, e odeiam quem os recebe e os sustenta. Este ataques são inteiramente da responsabilidade do governo sueco, por adoptar a política de islamização do país e demonizar os que se opuseram a ela. Esta é a Suécia que eles queriam. Agora têm-na.
Robert Spencer/ Jihad Watch



E é assim:

Jihad automóvel em Israel volta a matar

Olha! Mais Jihad Automóvel na Bélgica!

Olha! Mais Jihad Automóvel em Itália!

 Olha! Jihad Automóvel em todo o Mundo!

Etc..
Como alguém escreveu hoje, "os muçulmanos que fazem estes ataques são as serpentes. Os outros, são a erva". E não podemos culpar a pobre erva, não é verdade?...
O governo socialista feminista pós-feminista das hippies suecas tem proclamado repetidamente, em campanhas publicitárias intensivas, que quer "novos suecos":
 "O meu país é o teu país" - a lavagem cerebral começa no infantário:
A Suécia antes e depois da invasão islâmica:
  
Como estes há muitos outros vídeos, bem elucidativos. Confira também na nossa secção SUÉCIA, como este país, outrora o paraíso da social-democracia, uma sociedade livre e aberta, está hoje na Idade das Trevas islâmica.
Qualquer destes sites que temos na barra lateral - e muitos milhares de outros - reportam o horror islâmico:


Esta é mais uma oportunidade para empregar alguns minutos a estudar o Islão, e a desprogramar-se da narrativa dos media:
"Sequência de vídeos que mostram o pensamento globalista de líderes islâmicos, no intuito de estabelecer um Califado (governo islâmico) mundial. Com o enfraquecimento da sociedade ocidental (e suas estruturas como a religião, família, etc) produzida por grupos globalistas e de esquerda (como os socialistas), isto se torna bastante viável. Mais informações sobre a expansão islâmica no mundo e o califado mundial": 


Os "refugiados" são homens jovens em idade militar, são conquistadores, que trazem algumas mulheres e crianças para fazer figuração para os jornalistas ocidentais complacentes:





O dogma politicamente correcto de que o Islão é pacífico e apenas alguns muçulmanos são terroristas é uma grosseira MENTIRA. O Islão é inerentemente violento, terrorista, genocida, e sempre o foi:



A verdade é tão horrível, tão inconcebível para o Ocidente da Democracia, da Liberdade, dos Direitos Humanos, que as pessoas fuzilam o mensageiro, chamam louco a quem mostra a VERDADE, recusam-se a ver até os vídeos, repetem vacuidades sobre "paz e amor", e vão a correr mudar a bandeirinha no perfil do Facebook após cada ataque terrorista:





A esmagadora maioria dos muçulmanos apoia a jihad:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.