domingo, 23 de abril de 2017

Choruda recompensa para o terrorista que assassinou estudante britânica

 Na continuação de:

Acto de bondade precedeu assassinato brutal de estudante britânica em Jerusalém


Assassino de estudante britânica vai receber pensão do governo 'palestino'
  
Hannah Bladon

O terrorista 'palestino' acusado de matar uma estudante britânica na semana passada receberá cerca de 1.000 dólares por mês do governo 'palestino'. Para colocar isto em perspectiva: um trabalhador 'palestino' médio ganha cerca de 450 dólares por mês, o que significa que, em recompensa por um dia de terror, o assassino de Hannah Bladon receberá mais do dobro do salário 'palestino' típico, a tempo inteiro, a cada mês, para o resto da sua vida ... ou pelo menos até que o mundo finalmente ponha fim a esta prática.

O governo da 'Autoridade Palestina', desafiando a pressão internacional, está a aumentar o seu orçamento para salários dos terroristas: em 2016 era de até 180 milhões de dólares. Esse orçamento é financiado em parte pelo Reino Unido, que fornece 25 milhões de libras (cerca de 32 milhões de dólares) por ano em ajuda externa.
Por outras palavras, os contribuintes do Reino Unido estão a pagar um salário ao terrorista que assassinou um dos seus próprios cidadãos. Esta questão cresceu em visibilidade após o quase assassinato do cidadã britânica Kay Wislon, cujos supostos assassinos recebem 9.000 libras por ano. Wilson sobreviveu apenas porque os terroristas acreditaram que ela já estava morta.
No caso de você ter perdido a história quando ela saiu pela primeira vez: Na semana passada Jamil Tamimi esfaqueou uma estudante de intercâmbio do Reino Unido até à morte no metro de superfície de Jerusalém. A vítima, de 21 anos, Hannah Bladon, era uma estudante universitária de Birmingham e estava a fazer um programa de intercâmbio na Universidade Hebraica de Israel.
Via HONEST REPORTING
HONEST REPORTING BRASIL

Kay Wilson sobreviveu a um brutal ataque terrorista islâmico. A sua amiga cristã Kristine Luken, foi assassinada no mesmo ataque.


Alguém consegue conceber o mundo inteiro a enviar dinheiro para o ISIS, para a Al-Qaeda, para o Boko-Haram, para qualquer grupo terrorista? 

Pois bem: os grupos terroristas como o Hamas ou a Autoridade "Palestina", que matam judeus, recebem dinheiro de todo o mundo, para continuarem o seu Holocausto. E Israel é pressionado pelo mundo inteiro a "dialogar" com eles.  

Alguém consegue conceber por exemplo a França a "dialogar" com os terroristas que fizeram os massacres do Charlie, do Ba-Ta-Clan, etc..?

Na nossa secção INTIFACADA tentamos fazer um pequeno acompanhamento desde fenómeno. Mas os ataques a judeus são permanentes. Ainda agora, mais um ataque terrorista em Tel Aviv, causando quatro feridos. As autoridades conseguiram deter o terrorista sem o matarem. Se o tivessem abatido (como sucederia em qualquer outro país do mundo) Israel seria acusado de "assassinar um inocente". Assim, o senhor vai preso, e Israel vai ser acusado de ter feito um "mais um prisioneiro político"

Enquanto isso, a família e o terrorista, quando em breve for libertado, vão receber uma choruda pensão. Que VOCÊ paga!


Sempre que são assassinados Israelitas, os "palestinos" celebram, em delírio. E os nazis, os jornalistas e a esquerda em geral também!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.