quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

O Único Lugar Seguro para os Cristãos no Médio Oriente



Diversas organizações neo-nazis com sede na Europa, a par com as organizações de colonos islamistas em Israel, têm usado o Natal para intensificar as suas mensagens de ódio anti-semita, como conta a organização United With Israel


Por exemplo, a famosa "Universidade" de Al-Qads, que conta com o apoio da União Europeia, e cujo currículo é Jihad e Nazismo, montou uma "Árvore de Natal" decorada com fotos de terroristas que assassinaram judeus.


Mas no terreno a realidade é bem diferente da propaganda neo-nazi. Para além da onda de ataques terroristas desde o início do Ano Novo judaico, os terroristas "palestinos" têm assediado os cristãos durante a época natalícia.


As próprias forças de segurança "palestinas" disseram que prenderam dois islamistas que queimavam Árvores de Natal. 
O Único Lugar Seguro para os Cristãos no Médio Oriente é Israel
O líder da "Autoridade Palestina", o mega-terrorista e oligarca Mahmoud Abbas, foi à Missa do Galo para se mostrar ao Mundo. Enquanto isso, os cristãos da Judeia e Samaria têm que abandonar a sua terra ancestral, devido à perseguição da dita "autoridade" islamista.

Em Belém, "80 % da comunidade cristã teve que fugir, e continua a fugir, devido à opressão islamista infligida pela 'Autoridade Palestina' (AP)", declarou a activista cristã  Laurie Cardoza-Moore numa entrevista recente.


Laurie Cardoza-Moore, cristã e sionista, defende Israel na ONU.


"Lembrem-se de que não é o governo israelita que supervisiona a cidade de Belém; é a AP. Os cristãos estão a fugir de uma comunidade onde residiram durante milhares de anos, mas que agora é controlada pela AP".


O Padre Gabriel Nadaf, líder espiritual cristão e o Primeiro-Ministro de Israel

O Padre Gabriel Nadaf, residente na cidade de Nazaré, apelou aos cristãos para que se alistem nas Forças de Defesa de Israel, para ajudarem a defender os cristãos no único local no Médio Oriente em que estão em segurança: Israel! 



O genocídio dos cristãos é generalizado em todo o Médio Oriente, à excepção de Israel - ver por exemplo RESCUE CHRISTIANS. Em Israel estão em segurança, com excepção das áreas administradas pelos islamistas da "Autoridade Palestina". Nada disto é mostrado pela Imprensa global.

A força da "narrativa" mediática é tal, que mesmo com a Europa já a viver a mesma colonização islâmica que Israel, a Imprensa "de prestígio" continua a esconder e a negar o óbvio:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.