sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Feliz Hanuká 2015


O Hanuká, ou Festa das Luzes, evoca a vitória de um punhado de judeus apostados em defender a sua nacionalidade e identidade cultural e religiosa, sobre o poderoso exército Sírio-Gregos. Já contámos a história, por exemplo aqui.

No tempo de Jesus de Nazaré já se celebrava esta festa há quase dois séculos:
 
“Celebrava-se a festa da Dedicação, em Jerusalém. Era Inverno, e Jesus estava no Templo, caminhando pelo Pórtico de Salomão.” – João 10:22-23
 
Também nós, aqui em Portugal, tivemos ocasiões-limite em que fomos chamados a defender o nosso país e o nosso modo de vida. Ainda antes de haver Portugal, sobressai o famoso Viriato, um Astérix da vida real. Aljubarrota e D. Nuno Álvares Pereira também evocam jornadas épicas de afirmação nacional contra o domínio estrangeiro.
 
Pois bem, os judeus, contra todas as expectativas, continuam, quase 2.200 anos depois, a celebrar a  sua Festa das Luzes, ainda e sempre a braços com invasores apostados em exterminá-los.
 
A organização United With Israel (Unidos com Israel), que não nos cansamos de recomendar, recebeu um telefonema surpresa com um pedido especial do primeiro-ministro Netanyahu: acender uma menorah (candelabro judaico) construída com restos dos mísseis que os terroristas do Hamas disparam contra Israel.
 
O Primeiro-Ministro Netanyahu e o Ministro da Defesa Yaalon festejaram o Hanuká  com os soldados da unidade Duvdevan do IDF.

A United With Israel teve todo o gosto em "emprestar" esta menorah tão especial aos dois convidados:

 
 
A United With Israel financia-se com os donativos dos seus simpatizantes e com a venda destes candelabros, carregados de simbolismo, que transformam terror em Luz, em sentido literal e figurado.
 
Se as suas finanças não chegarem para um candelabro, um donativo à UWI para aquecer as tropas neste Inverno, é bem-vindo. O espalhar a palavra e as suas orações não são menos valiosos.
 
Estes rapazes e estas raparigas não protegem apenas o seu país dos terroristas. Protegem também o Mundo Livre, pois Israel é o seu posto avançado. Estão sempre dispostos a dar a vida pelo Bem, e a salvar as vidas até de quem os assassina:
 
 
Anjos da Guarda até dos seus piores inimigos...
 
 
QUE VIVA ISRAEL!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.