sábado, 6 de junho de 2020

A carreira criminosa de George Floyd



A carneirada toda sabe quem era George Floyd, mas não sabe quem era David Horn, o polícia Negro assassinado pelos terroristas que estão a incendiar os Estados Unidos.

Tal como aconteceu há alguns anos com o criminoso violento Michael Brown, a quem os media canonizaram com o cognome de "O Bom Gigante", George Floyd está a ser pintado como um ser angelical.
George Floyd não era um anjo. Era um ser humano igual aos outros.
Reiteramos que o agente que causou a morte de Floyd o conhecia bem, pois tinham trabalhado juntos durante anos. Nada até agora nos diz que se tratou de racismo. Mas é essa a história que interessa fazer passar, para criar a guerra civil e destruir os Estados Unidos e o Mundo Livre.


O chefe do Sindicato da Polícia de Minneapolis diz que a "história criminal violenta" de George Floyd precisa ser lembrada e que os protestos pela sua morte são obra de um "movimento terrorista".

“O que não está a ser dito é a violenta história criminal de George Floyd. Os media não contam isso”, disse o presidente do Sindicato da Polícia, Bob Kroll.


Floyd cumpriu cinco anos atrás das grades em 2009 por assalto e roubo dois anos antes, e antes disso havia sido condenado por acusações que variaram de roubo com arma de fogo a drogas, informou o Daily Mail.

O cadastro de São George Floyd:

 

Floyd tentava passar uma nota falsa de 20 dólares antes de morrer.

"Este movimento terrorista que está a ocorrer actualmente teve um longo período de construção, que remonta há anos"
, disse Kroll, acrescentando que alguns dos problemas da sua cidade existem porque os líderes de Minneapolis estão  a "reduzir o tamanho de nossa força policial e a desviar fundos para activistas da comunidade com uma agenda anti-policial".



 

“O nosso chefe solicitou mais 400 agentes e foi-lhe negado. Foi isso que levou a estes tumultos inéditos”, disse ele.

Traduzido e condensado de:

https://nypost.com/2020/06/02/george-floyd-had-violent-criminal-history-minneapolis-union-chief/

Quanto aos inocentes, negros e brancos, assassinados pelos terroristas dos Antifa e do Black Lives Matter, os media e a extrema-esquerda em geral não se preocupam com tais pormenores.
Como não se preocupam com pessoas de cor de pele negra que são mortas pelo Islão.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Comentários temporariamente desactivados. As nossas desculpas.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.