sexta-feira, 28 de julho de 2017

Mãe do terrorista Omar distribui doces e apela a mais matança


Em obediência ao Islão, o terrorista islâmico Omar al-Abed entrou numa casa onde se celebrava o nascimento de uma criança e provocou uma chacina, causando três mortos judeus:

O terrorista  recolheu ao hospital, onde os serviços médicos de Israel lhe salvaram a vida:

O terrorista está a salvo! Uf!



A mãe de Omar al-Abed, o terrorista islâmico que matou três membros de uma família que comemoravam o nascimento de uma criança na refeição de Shabat, foi imediatamente distribuir doces em comemoração dos assassinatos, e incentivar mais derramamento de sangue, através das redes sociais:

"Autoridade Palestina" aumenta prémios para assassinos

Entretanto, Riyad Mansour, o embaixador da "Autoridade Palestina" nas Nações Unidas, quando questionado por um repórter sobre a matança de uma família judaica na refeição do sábado na semana passada, justificou tais ataques como "resistência":


O ISIS também defende os seus actos como "resistência", mas não tem assento na ONU. Perceba porque é que a ONU dá abrigo ao grupo terrorista Fatah/Autoridade Palestina:

Holocausto em Câmara Lenta

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.